Jornais ingleses exaltam goleada ao racismo e pedem expulsão da Bulgária à UEFA

Tabloides ingleses destacam a goleada da seleção inglesa à Bulgária em jogo que esteve interrompido pelo árbitro na sequência de cânticos racistas vindos das bancadas

Os tabloides ingleses não perdoaram a atitude dos adeptos búlgaros, que durante a goleada desta segunda-feira de Inglaterra à Bulgária em Sófia por 6-0 entoaram cânticos racistas dirigidos aos jogadores ingleses negros, o que obrigou o árbitro a interromper o jogo por duas vezes.

"Vergonhoso. Vândalos racistas são atingido por seis [golos] pelos desafiadores lions", destaca o suplemento desportivo do Daily Star.

"Perdedores. Os lions venceram numa péssima noite para os fanáticos. Racistas viscosos expressaram o ódio deles, mas Inglaterra manteve-se firme para mostrar que eles NUNCA vencerão", pode ler-se na capa do Daily Express Sport.

"Repugnante. Jogo de qualificação para o Euro 2020 foi interrompido duas vezes depois de abusos racistas e saudações nazistas dirigidas a jogadores da Inglaterra", resume o suplemento de desporto do The Daily Telegraph.

Mais taxativo foi o Sun Sport: "Cânticos de macacos e saudações nazis. Para a UEFA dizemos: expulsem-nos. Para Inglaterra dizemos... RESPEITO. Os heróis colocaram a bola na rede dos racistas SEIS vezes",

"Inglaterra 6 Racismo 0. Jogadores de Inglaterra sofreram chocantes abusos. Cânticos de macacos para Sterling e Rashford. Adeptos da Bulgária fizeram saudações fascistas. Jogo interrompido por duas vezes e quase suspenso", pode ler-se na manchete do suplemento desportivo do Daily Mail.

Também incisivo foi o Metro Sport: "Desprezível. Abuso racista chove sobre Inglaterra em Sófia. Árbitro interrompe o jogo duas vezes e suspensão esteve ameaçada. Three lions mantêm a cabeça limpa para esmagar Bulgária."

Também agressiva foi a capa do Mirror Sport: "Expulse-nos. Inglaterra destrói racistas mas UEFA deve agir contra a Bulgária."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG