Jonas ajuda crianças da Guiné-Bissau a ter campo de futebol

Com ajuda do ex-Benfica, as crianças das aldeias de Sarebacar, Jicoi, Tabanane, Bajigara e Sidjanfula terão a partir de agora um campo (em terra batida), e também irão receber algumas bolas de futebol oferecidas pelo ex-jogador.

Jonas está de visita à Guiné-Bissau. A convite do amigo argentino Gabriel Diaz, radicado em Portugal e presidente de uma ONG que opera no leste da Guiné-Bissau há cerca de 20 anos, Jonas chegou à capital guineense na última madrugada e ainda esta sexta-feira preside à inauguração de um campo de futebol para crianças de cinco aldeias.

"É uma sensação boa, estou muito feliz, contente pela forma como fui recebido pelo povo da Guiné-Bissau, com o meu amigo Gabriel, estamos neste projeto há alguns anos e hoje é um dia especial, porque estaremos aqui para inaugurar esse campo para crianças. A missão é dar esperanças para as crianças do interior. Estou muito feliz. Está sendo um dia incrível, dia único para mim", afirmou Jonas, em declarações à Lusa.

Entre dezenas de guineenses que se acotovelavam para tirar uma fotografia, Jonas reconheceu estar a viver "um dia incrível e único", não só pela receção, mas por contribuir para "dar esperanças" às crianças destas aldeias.

Com ajuda de Jonas, as crianças das aldeias de Sarebacar, Jicoi, Tabanane, Bajigara e Sidjanfula terão a partir de hoje um campo (em terra batida), e também irão receber algumas bolas de futebol que o antigo jogador do Benfica trouxe na sua bagagem. "Gostamos deste carinho de respeito que o povo da Guiné tem pelo nosso trabalho. Fico feliz porque também tem muitos benfiquistas aqui", defendeu o ex-jogador, esperando transmitir às crianças das cinco aldeias os valores do Benfica.

Bocar Baldé, representante da população das cinco aldeias, deslocou-se até Bissau para acompanhar Jonas na viagem até ao local da inauguração do campo de futebol, a 250 quilómetros da capital guineense.Também em breves declarações à Lusa, disse que os habitantes das aldeias estão gratos a Jonas, salientando sobretudo o facto de, com ajuda do ex-jogador, ter sido possível construir uma escola que é frequentada por cerca de 1.000 crianças.

O antigo avançado de 35 anos e que anunciou o abandono dos relvados no início da presente temporada vai regressar a Lisboa no sábado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG