João Félix é capa em Espanha: Atlético de Madrid oferece até 80 milhões

O diário desportivo As assegura que os "colchoneros" apresentam uma proposta em que o jovem futebolista do Benfica iria ganhar seis milhões de euros por época.

O Atlético de Madrid poderá avançar com uma proposta para a aquisição de João Félix, avança do diário desportivo As, na sua edição de quarta-feira. Segundo o jornal desportivo, a proposta é de 60 milhões de euros mais 20 milhões que dependerão de variáveis de utilização do jogador.

O jovem futebolista do Benfica tem sido alvo de cobiça de muitos clubes europeus e esta é mais uma alegada proposta que se junta a outras já veiculadas nas últimas semanas. Segundo o As, o jogador iria receber seis milhões de euros por temporada.

A cláusula de rescisão do jogador é de 120 milhões de euros. O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, admitiu há dias que Félix e Ruben Dias podem sair do clube, já que existem propostas para a sua compra. Nos próximos dias o futuro do jovem internacional português deve ficar decidido.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.