Javier Tebas: "João Félix mostrou que é um super-jogador"

O presidente da La Liga (liga espanhola) falou da saída de Cristiano Ronaldo e a entrada de João Félix à margem do Soccerex, evento de futebol que junta personalidades do Desporto em Oeiras. (em atualização).

"É a contratação mais cara deste ano da liga espanhola, um jovem que custou mais do que Hazard, figura da Premier League da época passada, o que demonstra o equilíbrio do nosso campeonato. Em apenas três jornadas já cumpridas, João Félix mostrou que é um super-jogador. Criou tanta expectativa e é um ativo muito importante da nossa competição". Foi assim que Javier Tebas, presidente da La Liga (liga espanhola) se referiu ao português do At. Madrid.

Se Félix chegou agora a Espanha, Ronaldo trocou a liga do país vizinho pelo campeonato italiano no ano passado. Uma saída que não se notou a nível financeiro. "Pensava que nos fosse afetar mais, mas não foi o caso. Fechámos alguns acordos audiovisuais e ninguém nos disse que pagava menos por não estar Cristiano Ronaldo. Mas valorizo a competição e claro que preferia um campeonato com Cristiano Ronaldo, isso é óbvio", disse, à margem de uma conferência na Soccerex Europe, evento de futebol que decorre esta quinta e sexta-feira em Oeiras.

Fernando Gomes e Pedro Proença na abertura

A sessão de abertura do Soccerex, contou com a presença de Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), e Pedro Proença, presidente da Liga.

Na cerimónia de abertura, Fernando Gomes destacou a força do desporto rei na economia: "O futebol a todos apaixona e é um instrumento de poder na integração e uma força motora da economia. Nestes dois dias vamos ouvir da boca dos melhores especialistas mundiais matérias que interessam a vários públicos e descobriremos novos caminhos e tendências", disse o líder da FPF,

Já Proença salientou o "talento exportado" por Portugal: "Somos um país exportador de talento, temos jogadores, treinadores e digo até dirigentes que brilham por essa Europa fora. Somos campeões da Europa e as nossas equipas estão regularmente nas competições europeias. Os próximos quatro anos são fundamentos, queremos a aumentar a nossa notoriedade e internacionalizar a marca Liga."

Federação defende jogo em sinal aberto

"Parte do nosso trabalho deve ser tornar o futebol acessível a todos. Desde o preço dos bilhetes até à sua transmissão televisiva. Por isso, defendo que pelo menos um jogo da I Liga devia ser transmitido em canal aberto. Fechar tudo em conteúdos pagos é um erro", defendeu Tiago Craveiro da Federação durante um dos painéis de discssão.

Tiago Craveiro abordou ainda as constantes mudanças no negócio do futebol e antecipou que dentro de pouco tempo "as televisões vão deixar de comprar jogos de futebol e poderão ser as grandes empresas a assumir esse papel", para depois os disponibilizarem aos clientes, à semelhança do que já acontece com o mercado da ficção.

Sede da Liga deixa o Porto?

Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, revelou que pretende mudar a sede da Liga de clubes para o concelho da zona de Lisboa. "Oeiras é palco da Faculdade de Motricidade Humana, de onde saíram tão bons profissionais do desporto, e também da sede da Federação Portuguesa de Futebol. Espero que em breve a Liga Portugal possa ficar sediada em Oeiras, estamos a trabalhar para isso", afiançou o autarca.

A Soccerex, evento que junta ex-jogadores, dirigentes e outros agentes para debater a indústria do futebol, estreia-se em Portugal e, entre quinta e sexta-feira, vão passar por Oeiras nomes conhecidos da modalidade, como o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, o presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, o antigo selecionador de França Gerard Houlier, e os ex-futebolistas Christian Karembeu e Deco, entre outros, espalhados por diferentes conferências e temas que vão desde a forma de liderança no futebol europeu a novas áreas.

.A Soccerex organiza estes fóruns desde 1995, tendo já passado por 19 cidades e 13 países diferentes. Este ano, a organização fez uma aposta em "mercados emergentes no futebol" e já passou também pela China, em maio, marcando ainda presença nos Estados Unidos da América, em novembro. A realização da Soccerex na Europa cabe pela primeira vez a Portugal, com Oeiras a acolher mais de 60 oradores no ciclo de dois dias de conferências.

Exclusivos