Jardim e Villas Boas deram nega ao Fulham

Jornal britânico The Telegraph revela que o clube londrino tentou os dois treinadores portugueses e Arsène Wenger antes de avançar para a contratação de Claudio Ranieri

Leonardo Jardim, André Villas Boas e Arsène Wenger recusaram a oportunidade de orientar o Fulham antes de o clube londrino assegurar a contratação de Claudio Ranieri, anunciou esta quarta-feira o The Telegraph.

Leonardo Jardim está sem clube desde há pouco mais de um mês do Mónaco, na sequência dos maus resultados, e Villas Boas está inativo desde novembro do ano passado, tendo referido há pouco mais de uma semana, na Web Summit, que espera "voltar na próxima época".

De acordo com o jornal britânico, Wenger está determinado em não orientar outro clube na liga inglesa depois de ter deixado o Arsenal no final da última época e espera a melhor oportunidade para voltar ao ativo, sendo que o Bayern Munique pensa no francês para uma eventual sucessão a Niko Kovac.

No comunicado em que anunciou a contratação do técnico italiano, o lanterna-vermelha da Premier League confirmou que considerou e falou com vários candidatos para suceder a Slavisa Jokanovic, despedido esta quarta-feira de manhã após seis derrotas consecutivas, apesar de um investimento de mais de 100 milhões de euros no reforço do plantel.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG