Polícia de Las Vegas quer amostra de ADN de Ronaldo

Jogador português irá colaborar com as autoridades norte-americanas no caso em que Kathryn Mayorga o acusa de violação.

Cristiano Ronaldo irá entregar uma amostra de ADN à polícia de Las Vegas, segundo noticiam os media norte-americanos. A notícia de que a polícia de Las Vegas pediu uma amostra de ADN do jogador, no âmbito do caso Mayorga, foi avançada pelo site TMZ.

Segundo a mesma publicação, o capitão da seleção nacional vai colaborar com as autoridades. Em causa está o processo de Kathryn Mayorga que acusa o jogador de violação, num episódio que remonta a 2009.

A polícia decidiu reabrir o caso em que a norte-americana, hoje com 34 anos, acusa Cristiano Ronaldo de violação num hotel de Los Vegas. Kathryn Mayorga colocou um processo em tribunal contra o jogador português, depois de em 2009 ter aceitado assinar um acordo para não revelar o que aconteceu entre os dois.

Em 2009, Mayorga chegou a apresentar queixa na polícia, mas sem dizer o nome do seu alegado agressor. Depois que o caso foi tornado público, a polícia anunciou que ia reabrir o processo uma vez que já se sabia o nome do suposto agressor.

Agora, para dar continuidade à investigação, a polícia de Las Vegas precisa de uma amostra de ADN do jogador da Juventus, um procedimento normal em casos em que se investigam violações. Ronaldo já terá dito que irá colaborar a 100%.

O jogador garante que está inocente e que o que aconteceu entre os dois foi consentido.

Ler mais

Exclusivos

Premium

violência

Como foi possível uma tragédia destas no Sri Lanka?

Destino turístico de eleição para muitos europeus nos últimos tempos, o Sri Lanka tem um longo historial de violência e de episódios de sectarismo religioso. Mesmo assim atentado de domingo surpreendeu tudo e todos. Governo desta ilha do Índico, que está demitido pelo presidente desde outubro de 2018, acusou o grupo National Thowheed Jamath, diz que terá havido apoio externo e que alertas foram ignorados