Perder com Benfica por 250 mil euros. Outro jogador acusa Boaventura

Cássio, guarda-redes do Rio Ave, é o segundo futebolista a acusar o empresário de Viana do Castelo de tentativa de suborno. Lionn, ex-jogador da equipa, já o tinha feito esta semana

O empresário de jogadores César Boaventura, terá tentado pagar 250 mil euros ao guarda-redes do Rio Ave, Cássio, para este facilitar um jogo contra o Benfica. O jogador está disposto a testemunhar em tribunal e a contar à Polícia Judiciária como tudo aconteceu. Não é o primeiro.

Na quinta-feira, no Tribunal de Esposende - onde corre um processo por difamação interposto por Cássio contra Boaventura, outro jogador - Lionn, do Chaves, acusou-o do mesmo. O agente diz que é "tudo uma invenção dos jogadores, com algumas pessoas do FC Porto e com o ex-presidente do Sporting".

A história é contada pelo semanário Expresso na edição deste sábado e revela como após suspeitas de jogos viciados do Rio Ave com vista a apostas na plataforma "Placard" - havia apostas na ordem dos 100 mil euros da comunidade chinesa de Vila do Conde - as autoridades decidiram colocar sob escuta o telemóvel de um guarda-redes do Rio Ave - Cássio - bem como de outros defesas da equipa.

O que encontraram foi algo diferente: o jogador tinha sido contactado pelo empresário César Boaventura, antes da partida entre o Rio Ave e o Benfica, em 2017.

Esta não terá sido a primeira vez Boaventura tentou pagar pagar a jogadores para perderem jogos. O empresário está envolvido em outro caso de alegada corrupção: Lionn, jogador do Chaves, testemunhou contra Boaventura e disse em tribunal, esta semana, que o agente tentou comprá-lo antes de um jogo contra o Benfica.

"César Boaventura tentou comprar-me antes do jogo contra o Benfica. A mim, ao Cássio e ao Marcelo também", disse no julgamento, um processo de difamação movido por Cássio contra Boaventura, por este ter insinuado nas redes sociais que o guarda-redes teria ajudado o FC Porto a chegar ao resultado de 5-0 numa partida contra o Rio Ave, em fevereiro do ano passado.

O jornal diz também que há mais jogadores que terão estado na mira de Boaventura e com o mesmo tipo de propostas: Nelson Monte, atualmente a alinhar pelo Rio Ave, testemunhou em tribunal contra o empresário e contou como este terá tentado aliciar o futebolista Marcelo - quando este jogava no rio Ave - e há mensagens do WhatsApp que poderão servir de prova.

Exclusivos