Pepe afasta polémicas com João Félix: "Eu defendo o meu clube e ele o dele. Aqui somos colegas"

O central do FC Porto garantiu que não existe qualquer problema com João Félix, depois de ambos terem protagonizado um ligeiro sururu no recente FC Porto-Benfica.

No recente recente FC Porto-Benfica a contar para o campeonato, jogo que as águias venceram por 2-1, Pepe e João Félix protagonizaram um ligeiro sururu. Os dois jogadores estão agora ao serviço da seleção e o central portista fez questão nesta quinta-feira de afastar qualquer polémica, garantindo que não existe qualquer problema entre ambos.

"Eu defendo o meu clube e ele [João Félix] o dele. Aqui somos colegas, defendemos o nosso país. Não há razões para criar polémicas ou especulações. Defendemos o nosso país e queremos dar alegrias a todos os portugueses", referiu o luso-brasileiro.

O defesa, que regressou a Portugal em janeiro para voltar a representar os dragões, elogiou ainda o compatriota estreante Dyego Sousa (jogador do Sp. Braga) e abordou também os duelos intensos que teve com o outro estreante em convocatórias. "Fico muito feliz por ele [Dyego Sousa]. Tomou a decisão certa, é um jogador que está completamente integrado na cultura portuguesa e veio para nos ajudar", disse Pepe.

O defesa disse que Portugal está preparado para iniciar a fase de qualificação para o Euro2020 de futebol com um triunfo diante da Ucrânia, mas alerta para eventuais dificuldades no primeiro encontro do Grupo B. "Estamos bem preparados, mas sabemos que amanhã [sexta-feira] vamos ter muitas dificuldades. Respeitamos muito a seleção da Ucrânia e temos a noção que temos de ganhar o jogo, começar bem a nossa caminhada, que espero que seja bastante positiva", afirmou o defesa central do FC Porto, em conferência de imprensa, depois do treino no Estádio da Luz, palco do jogo de sexta-feira.

Pepe, de 36 anos, aprofundou o conhecimento sobre adversário e sublinhou que quer ajudar a seleção das 'quinas' a marcar presença na fase final e voltar a erguer o troféu, tal como aconteceu em 2016, em França. "Temos essa ilusão de estar no Campeonato da Europa e defender o nosso título. Vi um pouco da seleção ucraniana e já joguei com um dos guarda-redes na Turquia. É uma seleção jovem e só tem três jogadores acima dos 30 anos. Não vais ser um jogo fácil, mas trabalhámos bem para entrarmos amanhã [sexta-feira] com a maior clareza do que fazer e ajudar Portugal", declarou.

Ler mais

Exclusivos