Falha mecânica fez cair helicóptero do dono do Leicester

A investigação apurou que houve uma desconexão entre o mecanismo que faz a ligação entre os pedais do piloto ao motor do helicóptero que transportava Vichai Srivaddhanaprabha e outras quatro pessoas

O helicóptero que transportava o proprietário da equipa inglesa de futebol Leicester, o milionário tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, e mais quatro pessoas caiu devido a uma "falha mecânica", anunciou hoje o organismo responsável pela investigação ao acidente.

A investigação apurou que o mecanismo que faz a ligação entre os pedais do piloto ao motor do helicóptero se desconectou, o que levou a que o aparelho tenha feito uma curva para a direita antes de se despenhar.

A filmagem do incidente parece mostrar que as secções do rotor da cauda podem ter caído ainda antes de o helicóptero atingir o solo, na sequência do exame realizado ao sistema de controlo do aparelho.

O dono do Leicester, equipa na qual alinham os internacionais portugueses Adrien Silva e Ricardo Pereira, foi uma das cinco pessoas que morreram na queda do helicóptero, em 27 de outubro, num parque de estacionamento junto ao estádio do clube inglês.

Vichai, que morreu aos 60 anos, comprou o Leicester por 39 milhões de libras (43,9 milhões de euros) em 2010, quando estava no campeonato da segunda divisão e financiou a revitalização, que atingiu o pico ganhando de uma forma improvável a Premier League inglesa em 2016.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.