Hassan muda-se do Sp. Braga para o Olympiacos

Avançado egípcio de 25 anos estava ligado aos bracarenses até 2020 mas vai reforçar o clube grego onde vai ser orientado por Pedro Martins e colega de Daniel Podence e Roderick Miranda

O internacional egípcio Ahmed Hassan está, sabe o DN, prestes a deixar o Sporting de Braga para se vincular aos gregos do Olympiacos, que na próxima época vai tentar, sob a orientação de Pedro Martins, ​​​​​​​reconquistar o título grego.

Hassan cumpriu três temporadas no Sporting de Braga, proveniente do Rio Ave, depois de ter sido anunciado como reforço do Benfica. Contudo, a transferência para a Luz abortou devido a uma alegada anomalia cardíaca, detetada nos exames médicos, e Hassan regressou a Vila do Conde, mas apenas por duas jornadas. Depois assinou pelo Sporting de Braga, clube pelo qual conquistou uma Taça de Portugal, o único troféu do seu palmarés.

A última temporada de Hassan não foi muito feliz (seis golos em 34 encontros) e isso valeu-lhe a ausência no Mundial 2018. Agora, na Grécia, vai tentar relançar a carreira, e terá como colegas os portugueses Daniel Podence e Roderick Miranda, também eles contratados este defeso.

Ler mais

Exclusivos

João Almeida Moreira

DN+ Cadê o Dr. Bumbum?

Por misturar na peça Amphitruo deuses, e os seus dramas divinos, e escravos, e as suas terrenas preocupações, o dramaturgo Titus Plautus usou pela primeira vez na história, uns 200 anos antes de Cristo, a expressão "tragicomédia". O Brasil quotidiano é um exemplo vivo do género iniciado por Plautus por juntar o sagrado, a ténue linha entre a vida e a morte, à farsa, na forma das suas personagens reais e fantásticas ao mesmo tempo. Eis um exemplo.