António Salvador: "Ser de Braga ainda não é sinónimo de ser do Sp. Braga"

O presidente dos arsenalistas lamentou esta segunda-feira que ser cidadão de Braga ainda não seja sinónimo de ser adepto do clube e apelou a um maior apoio da cidade e dos bracarenses.

António Salvador, que falava no discurso de encerramento da Gala Legião de Ouro que assinalou o 98.º aniversário do clube, afirmou que "o Sporting de Braga não vai desistir da missão de promover uma maior sintonia entre o clube e a cidade".

"É importante que todos percebam que existe ainda uma enorme diferença social entre nós e os nossos adversários e também é fundamental que todos assumam que a própria cidade que nos dá nome e que tão bem temos representado está ainda distante do sentimento de pertença que nos devia unir a todas as forças do concelho", afirmou.

Num discurso sobretudo virado para dentro, António Salvador disse ainda: "hoje, e é com alguma mágoa que o digo, ser de Braga, cidadão de Braga, orgulhoso da sua história e daquilo que a distingue, ainda não é sinónimo de ser do Sporting de Braga. Essa é uma barreira que temos de derrubar com as próximas gerações".

"Sentimos que só com o apoio de um dos concelhos mais jovens do país, sede de uma universidade de referência e de um setor empresarial altamente reconhecido, conseguiremos fazer frente aos poderes instituídos no desporto em Portugal. Não tenhamos medo das palavras: o crescimento do Sporting de Braga reclama que a cidade abrace e carregue este clube", frisou.

Salvador destacou Abel Ferreira, que venceu o prémio de treinador do ano, um "profissional" que "vive e sente o projeto" e lançou o desafio aos adeptos para apoiarem a equipa na Taça da Liga que começa na terça-feira em Braga com o Benfica - FC Porto. Os arsenalistas defrontam o Sporting na quarta-feira.

"A Taça da Liga é um título muito ambicionado pelos nossos adversários, mas também por nós, e para o qual serão fundamentais os nossos adeptos. De pouco importa disputarmos esta taça em Braga se não fizermos do estádio a nossa verdadeira casa, a nossa fortaleza, mostrando ao país que Braga tem um só clube e que a força dos adeptos é capaz de nos carregar até às grandes vitórias e aos grandes feitos", reforçou.

Abel Ferreira e Marcelo Goiano ganharam os prémios de treinador e futebolista do ano, os campeões europeus sub-19 Trincão, David Carmo e Moura o prémio Gverreiro de Ouro e Mérito enquanto o atual titular da baliza bracarense, Tiago Sá, foi eleito o atleta revelação.

João Malheiro (basquetebol) foi considerado o atleta amador do ano, Alexandre Cunha o jovem atleta (kickboxing), o juvenil Berna é o Gverreiro Cidade Desportiva e a futebolista Vanessa Marques a atleta do ano.

O ex-reitor da Universidade do Minho, António Cunha, arrecadou o galardão Gverreiro de Honra.

.

Ler mais

Exclusivos