Governo e Liga de futebol vão debater atos de pirotecnia nos estádios

O Governo, através das áreas governativas da Administração Interna e do Desporto, vai receber nesta segunda-feira a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), às 11:30.

A reunião ocorre pouco mais de uma semana depois de a LPFP ter divulgado o pedido de uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes ocorridos no dérbi entre Sporting e Benfica, em 17 de janeiro, da 17.ª jornada da I Liga, que os 'encarnados' venceram por 2-0.

"Face aos últimos acontecimentos relacionados com os artefactos de pirotecnia que têm deflagrado nos estádios, com efetivo impacto no decorrer do jogo, e colocando, em muitas situações, em causa a integridade física e a segurança de adeptos de todas as idades, o futebol não vai ficar refém de um conjunto de pessoas que, sem rosto, mancham o nome dos clubes e dos seus fiéis e reais adeptos", anunciou a Liga em comunicado, divulgado a 17 de janeiro, dia em que se jogou o dérbi.

Depois de mais este episódio, a Liga "exige que as revistas feitas aos adeptos na entrada para os estádios sejam mais rigorosas e eficazes, de forma a acabar, definitivamente, com a entrada de objetos perigosos e proibidos nos recintos desportivos".

O organismo responsável pelas competições profissionais de futebol em Portugal divulgou o pedido deste encontro depois de o dérbi ter estado interrompido durante mais de cinco minutos, no início da segunda parte, devido ao arremesso de artefactos pirotécnicos para o relvado por adeptos dos 'leões'.

Pedro Proença pretende analisar a situação e "encontrar medidas eficazes para combater este flagelo".

O Governo manifestou disponibilidade para a reunião entre as partes, que vai decorrer hoje, pelas 11:30, no Ministério da Administração Interna, em Lisboa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG