Gnabry. Quatro golos ao Tottenham depois de ser rejeitado em Inglaterra

O jogador do Bayern não conseguiu vingar no Arsenal e um dirigente do West Bromwich chegou a dizer que não tinha valor para jogar no clube. Nesta terça-feira voltou a Inglaterra e mostrou que estavam errados, com um poker ao Tottenham.

Em 2010, o Arsenal pagou 100.000 libras ao Estugarda por um miúdo de 15 anos. Serge Gnabry, filho de uma mãe alemã e de um pai marfinense, tinha o sonho de vingar na Premier League. Mas a aventura não deu certo. Nesta terça-feira, o extremo que atualmente representa o Bayern Munique voltou a Inglaterra. E foi o grande carrasco do Tottenham, apontando quatro golos (!) na goleada de 7-2 dos alemães aos spurs no jogo da Liga dos Campeões.

"Fizemos uma exibição soberba. Colocámos o adversário sempre sob pressão e nunca desistimos. Foi por isso que alcançamos um resultado destes. Foi um jogo incrível da nossa parte. Tive de esperar pelo meu primeiro golo na Liga dos Campeões durante bastante tempo, mas nunca poderia sonhar que seria capaz de marcar quatro", referiu Gnabry no final da partida. Foi uma espécie de grito de revolta por em Inglaterra não terem acreditado no seu valor. O treinador do West Bromwich da altura, inclusivamente, chegou a dizer publicamente que Gnabry não tinha nível para jogar no clube.

Serge Gnabry começou a jogar futebol aos quatro anos, quando entrou para as escolinhas do TSV Weissach. Mas o sonho era ser um velocista, imitar Usain Bolt. Mas o futebol acabou por vingar. Começou a dar nas vistas nas camadas jovens do Estugarda e Arsène Wenger, na altura treinador do Arsenal, decidiu contratá-lo com apenas 15 anos.

Na época 2013-14, Gnabry fez 14 jogos pela equipa principal dos gunners, mas acabou emprestado ao West Bromwich na temporada 2015-16, depois de ter contraído uma lesão grave que afastou bastante tempo dos relvados. Mas também aqui não acreditaram no seu valor e realizou apenas três jogos. O sonho de vingar na Premier League ruiu e o jogador decidiu regressar à Alemanha, assinando pelo Werder Bremen, que pagou ao Arsenal cinco milhões de euros pela contratação.

Os 11 golos marcados em 27 jogos no Bremen, um deles um golaço apontado ao Leipzig a 45 metros da baliza, e a velocidade fora do comum que exibia, levaram o Bayern Munique a contratá-lo no verão de 2017. O jogador tinha-se desvinculado do Werder Bremen, mas mesmo assim os bávaros compensaram o clube rival, pagando oito milhões de euros pela transferência, assegurando um jogador que já era visto como uma das grandes promessas do futebol alemão.

Apesar de vinculado ao Bayern, Serge Gnabry foi em 2017-18 cedido por empréstimo ao Hoffenheim, de forma a ganhar mais experiência. A aposta resultou e o extremo apontou 10 golos em 26 jogos. Números que convenceramos responsáveis do Bayern, que decidiram incorporá-lo na época passada. E com sucesso. Gnabry impôs-se na equipa - participou em 42 jogos e marcou 13 golos. E esta época já leva cinco em oito jogos. Quatro à conta do Tottenham, na noite de terça-feira, onde se estreou a marcar na Champions e logo com um poker.

Exclusivos