Final: o que é que a cerimónia de encerramento tem?

Tem rap do americano Will Smith, Nicky Jam e a cantora kosovar Era Istrefi. Tem o campeão do mundo Philipp Lahm e a supermodelo russa Natalia Vodianova a entregar o troféu

Cerca de uma hora antes do início do jogo entre a França e a Croácia, final do Mundial 2018 marcada para as 16:00 no Estádio Luzhniki (Moscovo), começa uma competição paralela. A das celebridades que vão conduzir o entretenimento de cerca de 81 mil pessoas ao vivo e à volta de mil milhões em frente de televisões e dispositivos eletrónicos em todo o Mundo (há quatro anos foi essa enormidade de habitantes do planeta que seguiu a final em direto via TV).

A animação será encabeçada pelo ator, realizador, produtor e rapper Will Smith. O americano vai cantar "Live it Up" em conjunto com o compatriota e amigo Nicky Jam e a intérprete kosovar Era Istrefi. Deverão ser 90 segundos de exultação musical.

Depois, Philipp Lahm (capitão da campeã mundial Alemanha - título obtido no Brasil 2014) e a supermodelo, ativista e filantropa Natalia Vodianova farão a entrega do troféu FIFA que franceses ou croatas levantarão aos céus de Moscovo ao final da tarde. A taça, em ouro maciço de 18 quilates, mede 36 centímetros e pesa 6,175 quilos. Começou a ser entregue ao campeão mundial em 1974. Antes, de 1930 até 1970 (o Brasil carimbou o tricampeonato no México e, à luz dos regulamentos de então, teve direito a levar a Taça Jules Rimet original para casa. Agora, os campeões apenas desfrutam dela no dia da final e recebem uma réplica.

Uma curiosidade: em jeito de rumor que ciranda pela imprensa internacional, o Presidente russo Vladimir Putin pode contrariar o protocolo e discursar ao Mundo. E que grande audiência terá ao seu alcance.

Se não sabe, pode acompanhar a cerimónia de encerramento através da RTP 1 (a partir das 14:16) ou da Sport TV 1.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG