Fernando Santos sobre o The Best: "Alguma coisa não está bem"

Selecionador confirma que votou no craque português para o primeiro lugar do The Best e diz que jogador da Juventus merecia tanto esse prémio como o prémio Puskas

Fernando Santos confirmou que votou em Cristiano Ronaldo para o primeiro lugar do The Best e disse estar seguro que o internacional português foi o melhor jogador do mundo em 2017/18. "Há que olhar para um todo. Modric é grande jogador, mas não tenho dúvidas que Ronaldo foi melhor. Foi quem contribuiu mais, marcou 50 e tal golos. O que era válido para ganhar, parece que deixou de ser", atirou. "Não tenho o direito de estar a fazer juízos de valor, mas acho que ele devia ter ganhado e foi injusto como foi na outra eleição anterior", acrescentou, também crítico para com a não atribuição do prémio de melhor golo do ano ao avançado madeirense.

"Se o melhor golo da carreira do melhor jogador do mundo não ganha [o prémio Puskas] quer dizer que alguma coisa não está bem, mas não sei o que. Sei é que não está bem", afirmou o selecionador nacional numa conferência sobre liderança em Lisboa, citado pelo jornal O Jogo.

Fernando Santos recordou também a final do Euro 2016, admitindo que o capitão da equipa das quinas motivou os companheiros e que a lesão de CR7 tornou o grupo mais unido. "Portugal foi campeão da Europa. Não foi um jogador apenas. Estivemos unidos. Cristiano Ronaldo jogou 20 minutos. Ser obrigado a sair por lesão, pode ter sido fundamental para a equipa pelo que trouxe a nível motivacional. Os jogadores sentiram que tinham de dar mais 10 por cento", explicou, frisando que "todos os jogadores têm de sentir importância, jogando ou não".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG