Conceição teve de lançar Corona e Soares para evitar surpresa com o Varzim

Dragões sofreram, mas acabaram por vencer o Varzim no Dragão por 4-2, resultado que permitiu à equipa de Sérgio Conceição assumir a liderança do Grupo C. Treinador portista apostou numa segunda linha, mas teve de ir ao banco para dar a volta ao jogo

O FC Porto sofreu, mas continua vivo na Taça da Liga, agora na liderança do Grupo C, depois de vencer esta quarta-feira no Dragão o Varzim, por 4-2, num bom jogo de futebol que teve emoção até bem perto do final. Isto num jogo em que Sérgio Conceição foi 'obrigado' a lançar Corona e Soares na segunda parte para evitar uma surpresa.

Era essencialmente um jogo para Sérgio Conceição testar o seu plano B, ou seja, ver em ação jogadores menos utilizados, exceção feita a Otávio e Sérgio Oliveira, que costumam ser opção regular do treinador. Do lado do Varzim, Nuno Capucho fez apenas três alterações relativamente à equipa que no fim de semana tinha ganho, curiosamente, ao FC Porto B.

Com muito mais posse de bola, o FC Porto começou a controlar o jogo na primeira parte, perante um Varzim bem organizado na defesa e a dificultar as ações ofensivas dos dragões, tentando depois partir para ataques rápidos.

A primeira grande ocasião de golo surgiu aos 28 minutos, quando Hernâni descobriu um buraco e rematou para defesa de Emanuel, voltando a ver o golo negado pelo guarda-redes adversário na recarga.

No lance quase imediatamente a seguir, aos 30', aconteceu a surpresa no Dragão. No seguimento de uma jogada do lado esquerdo do ataque, o Varzim chegou ao golo. E que golo (!), com Jonathan Toro a rematar forte e colocado de fora da área, num lance sem hipóteses de defesa para Vaná.

As segundas linhas do FC Porto reagiram bem à desvantagem e, antes do intervalo, o médio holandês Bazoer (ex-Wolfsburgo) empatou o jogo, depois de rodar entre os defesas adversários e rematar de trivela.

No reatamento, Sérgio Conceição mexeu logo na equipa. Tirou o lateral Jorge (estava com limitações físicas) e lançou o mexicano Corona. Esta alteração provocou alterações táticas, pois Hernâni recuou para o lado esquerdo da defesa.

E a primeira grande ocasião da segunda parte foi de Corona (54'), com um remate forte à entrada da área para nova grande defesa do guarda-redes Emanuel Novo. Dois minutos depois foi a vez de Sérgio Oliveira estar perto do golo, valendo o corte de Silvério.

A entrada de Corona mexeu com o jogo do FC Porto, que começou sufocar o Varzim e a criar situações atrás de situações. Adivinha-se por isso o golo dos dragões, até porque aos 64', Sérgio Conceição reforçou o ataque com a entrada de Tiquinho Soares.

E o golo que se adivinhava chegou aos 73', com Soares a corresponder de cabeça a um canto de Sérgio Oliveira. Só que que mal deu para Sérgio Conceição festejar, pois dois minutos depois, na sequência de um erro infantil de Sérgio Oliveira (um atraso sem pés nem cabeça), Haman surgiu isolado e fez o empate.

Estava dado o mote para um final de grande emoção no Dragão, com o FC Porto a chegar ao terceiro aos 81 minutos, num autogolo de Payne, que pressionado por Soares acabou por introduzir a bola na própria baliza. A pressão do FC Porto era intensa e ainda rendeu mais um golo, da autoria de André Pereira, mas o destaque neste lance vai para o trabalho e a assistência de Corona.

"Sabíamos que íamos sofrer por falta de entrosamento em jogo, mas não posso ter um discurso dentro da cabine e outro fora. Voltaria a fazer tudo igual", disse no final o treinador Sérgio Conceição.

Ficha de jogo

Jogo disputado no Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto - Varzim, 4-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Jonathan Toro, 30 minutos.

1-1, Bazoer, 42.

2-1, Soares, 73.

2-2, Haman, 75.

3-2, Payne, 81 (na própria baliza).

4-2, André Pereira, 86.

Equipas:

- FC Porto: Vaná, João Pedro (Soares, 65), Mbemba, Chidozie, Jorge (Corona, 46), Otávio, Bazoer (Óliver, 77), Sérgio Oliveira, Hernâni, Adrián López e André Pereira.

(Suplentes: Casillas, Diogo Leite, Óliver, Marega, Marius, Corona e Soares).

Treinador: Sérgio Conceição.

- Varzim: Emanuel Novo, Payne, Silvério, Nélson Agra, Rui Coentrão, João Amorim (Baba, 67), Pavlovski, Estrela, Ruan Teles, Jonathan e Stanley (Haman, 59).

(Suplentes: Broetto, Sandro, Júlio Alves, Haman, Baba, Mário Sérgio e Ruster).

Treinador: Nuno Capucho.

Árbitros: João Capela (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Chidozie (23), Jorge (37), Rui Coentrão (41), Ádrian López (52) e Haman (83).

Assistência: 17.824 espetadores.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG