FC Porto pede reuniões de urgência com Federação e Conselho de Arbitragem

Os dragões querem "analisar erros crassos" dos árbitros no seu jogo com o Rio Ave e também no Sp. Braga-Benfica

O FC Porto pediu esta segunda-feira "com caráter de urgência" reuniões com Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, e com Fontelas Gomes, responsável máximo do Conselho de Arbitragem.

Segundo um comunicado no seu site oficial, os dragões pretendem "analisar os erros crassos das equipas de arbitragem nos jogos Rio Ave-FC Porto e SC Braga-SL Benfica, os quais colocam em causa a verdade desportiva desta edição da Liga NOS e a bem intencionada introdução do VAR".

Nesta nota, o FC Porto recorda "cinco erros gravíssimos" que "inverteram a atual classificação do campeonato". A saber: "um penálti por assinalar contra o Benfica; um penálti assinalado indevidamente contra o Sporting de Braga; uma expulsão perdoada ao jogador João Félix; um penálti por derrube a Marega; um penálti por corte com a mão de Rúben Semedo."

A terminar, O FC Porto deixa a garantia de que "tudo fará para que seja respeitada a verdade desportiva, doa a quem doer".

Eis o comunicado na íntegra:

"O FC Porto pediu com caráter de urgência reuniões ao Presidente da Federação Portuguesa de Futebol e ao Presidente do Conselho de Arbitragem para analisar os erros crassos das equipas de arbitragem nos jogos Rio Ave-FC Porto e SC Braga-SL Benfica, os quais colocam em causa a verdade desportiva desta edição da Liga NOS e a bem intencionada introdução do VAR.

O FC Porto recorda os cinco erros gravíssimos de árbitros e VAR que inverteram a atual classificação do campeonato: um penálti por assinalar contra o Benfica; um penálti assinalado indevidamente contra o Sporting de Braga; uma expulsão perdoada ao jogador João Félix; um penálti por derrube a Marega; um penálti por corte com a mão de Rúben Semedo.

O FC Porto tudo fará para que seja respeitada a verdade desportiva, doa a quem doer."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG