FC Porto oficializa contratação de Marchesín, o sucessor de Casillas

Guarda-redes argentino chega do América, do México, e assinou um contrato válido por quatro épocas

Agora é definitivamente oficial. O FC Porto anunciou esta sexta-feira a contratação do guarda-redes Agustín Marchesín, que assinou contrato até 2023. Os dragões, contudo, não revelaram quanto pagaram ao América do México pela transferência do guardião argentino de 31 anos.

O clube mexicano já tinha tornado pública a transferência na quarta-feira à noite, através das redes sociais do clube. Mas só nesta sexta-feira, depois de o guarda-redes passar os exames médicos, os dragões oficializaram a contratação.

"Quero triunfar no FC Porto e com o FC Porto. Sei da qualidade que há no plantel, sei o que significa este clube em Portugal e na Europa. Este é um clube grande e os objetivos são altos. Aqui só se pensa em ganhar e vamos com tudo. O FC Porto luta por todos os títulos e é para isso que aqui estou. Sei que o FC Porto é um clube ganhador e ambicioso, o que é muito importante para se atingir os objetivos. Oxalá possamos formar um grupo muito forte", referiu o guarda-redes em declarações ao site do clube.

Marchesín deixou ainda muitos elogios ao treinador Sérgio Conceição: "Quero aprender com a sua experiência e sei que é um treinador com muita paixão pelo que faz. É muito parecido com aquilo que sou na minha posição, apesar de serem coisas distintas. Venho com muito respeito e com vontade de aprender e de crescer como jogador de futebol, bem como de ajudar a equipa a atingir os objetivos."

Marchesín, de 31 anos, que tem quatro internacionalizações pela Argentina e fez parte dos convocados da seleção albiceleste para última edição da Copa América. No Dragão vai discutir um lugar na baliza do FC Porto com o brasileiro Vaná e o português Diogo Costa.

Esta será a primeira experiência de Marchesín na Europa, depois de ter feito grande parte da sua carreira nos argentinos do Lanús, antes de se mudar para o México, onde jogou no Santos Laguna e no América, no qual estava desde 2016/17.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG