FC Porto começa a época em contrarrelógio para reforçar plantel

Dragões arrancam os trabalhos ainda com muitas vagas por preencher no plantel. Chaínho e Jaime Magalhães salientam a necessidade de haver uma equipa pronta para a exigência da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, no início de agosto

Tic-tac, tic-tac. O tempo vai passando e há uma importantíssima terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões a pouco mais de um mês de distância (primeira mão a 6 ou 7 de agosto e segunda no dia 13), mas o FC Porto ainda tem muitas vagas por preencher no plantel por culpa do problema cardíaco de Iker Casillas e das saídas de unidades nucleares como Éder Militão, Felipe, Herrera e Brahimi e das segundas linhas Fabiano, Adrián López e Hernâni. Um verdadeiro contrarrelógio para um clube cuja equipa de ciclismo venceu as últimas três edições da Volta a Portugal.

O que se sabe até esta segunda-feira, dia de arranque dos trabalhos, é que o lateral direito internacional argentino Renzo Saravia (ex-Racing) é o único reforço anunciado, os ex-emprestados Osorio (V. Guimarães), Sérgio Oliveira (PAOK) e Galeno (Rio Ave) estão de regresso à base e que os jovens da formação Tomás Esteves, Diogo Leite, Diogo Queirós, Fábio Vieira, Romário Baró e Fábio Silva vão integrar a pré-época portista.

O antigo médio dos azuis e brancos, Chaínho, diz ao DN que "é fundamental" os dirigentes "não ficarem muito apressados" no ataque ao mercado e que os reforços "não sejam muito caros, por causa do fair play financeiro", mas que "é necessário ter um plantel já pronto" para as exigências de uma pré-eliminatória da Champions, onde os possíveis adversários são Club Brugge (Bélgica), Krasnodar (Rússia), Istambul Basaksehir (Turquia) ou LASK (Áustria). "O FC Porto, antes de começar a época, já terá de ter 90 a 95 por cento do plantel fechado", frisa, recordando que em 2017-18 os dragões foram campeões praticamente sem contratar jogadores.

E depois dessa ronda, haverá ainda o playoff (primeira mão a 20 ou 21 de agosto e segunda a 27 ou 28), onde além dessas quatro equipas poderão aparecer pelo caminho Viktoria Plzen (República Checa), Olympiacos (Grécia), PSV Eindhoven (Holanda) ou Basileia (Suíça). "Entrar na Liga dos Campeões é importante, porque entra dinheiro. No ano passado o FC Porto fez uma campanha fantástica e entrou dinheiro que ajudou", acrescenta o agora comentador televisivo.

"Ainda não há grandes contratações, mas até ao início da época pode ser que apareçam mais jogadores. Espero que o FC Porto construa uma boa equipa para fazer uma boa época e ganhar o campeonato. Todo o tempo é precioso. Vamos ver se o FC Porto consegue encontrar jogadores para fazer face a esses jogos", considera o antigo extremo Jaime Magalhães.

Saravia e os que Conceição conhece

O único reforço já anunciado pelo FC Porto, Renzo Saravia, não vai marcar presença nos trabalhos por se encontrar ao serviço da seleção argentina, que participa na Copa América. "Do pouco que vi na Copa América, é um jogador interessante, mas que terá de se adaptar ao futebol europeu", salienta Chaínho, 44 anos, que vestiu a camisola do clube da Invicta entre 1998-99 e 2000-01.

Depois, há os regressados e os jovens oriundos da formação. "O regresso do Sérgio Oliveira é de salutar e o Galeno tem muitas condições para se poder afirmar. Os miúdos dos sub-19 são bons jogadores, mas depende da adaptação... que dos quatro surja pelo menos um. Se surgirem todos, maravilha. É esperar para ver", afirma o antigo médio internacional sub-21 português. "São jogadores jovens que podem dar muito ao FC Porto. São jogadores que o Sérgio Conceição já conhece e espero que deem o seu contributo à equipa", acrescenta Jaime Magalhães, campeão europeu em Viena, em 1986-87.

"Quase todas as posições" com carências

Perguntámos a Chaínho e Jaime Magalhães quais as são as posições em que há mais necessidade de reforçar, mas dadas as respostas, talvez fosse mais simples questionar quais não precisam de novos jogadores. "Quase todas as posições são para reforçar, porque o FC Porto perdeu centrais, médios e avançados. Têm que ser jogadores para quase todas as zonas do campo. Estamos preocupados com as saídas, mas esperemos que o FC Porto tenha encaixado algum dinheiro para fazer algumas compras", vaticina o antigo extremo, 56 anos, que jogou de dragão ao peito entre 1980-81 e 1994-95.

Mais específico é o ex-médio, que identifica como prioridades reforçar "o meio-campo que perdeu o Herrera, os corredores que ficaram sem o Brahimi, mais um guarda-redes e um central após a saída do Felipe". Relativamente aos nomes que têm vindo a ser falados, o extremo japonês Shoya Nakajima, que representou o Portimonense entre o verão de 2017 e janeiro de 2019, é do agrado de Chaínho: "Caso se confirme, seria uma grande contratação, porque é um jogador desequilibrador e que conhece o nosso campeonato." Ainda assim, o próximo reforço a ser anunciado poderá ser o guarda-redes eslovaco Dominik Greif, que pertence ao Slovan Bratislava.

Por outro lado, o agora comentador televisivo identifica o lateral esquerdo Alex Telles e o avançado Marega como "jogadores que não podem sair". "Não pode sair mais de 60 por cento da equipa, aí o FC Porto teria de construir uma equipa-base nova. Sabemos que uma equipa que é construída demora tempo", acrescentou.

Jaime Magalhães, por sua vez, rejeita apontar nomes, mas realça que cada vez é mais difícil para um clube como o FC Porto segurar os principais jogadores. "Agora, cada vez mais, os jogadores querem vir para a Europa e passado um ou dois anos mostram-se na Liga dos Campeões, que é uma grande montra, e torna-se difícil segurá-los", justificou o antigo extremo, 20 vezes internacional português e mundialista em 1986.

FC Porto 2019-20

PLANTEL

Guarda-redes: Vaná e Diogo Costa

Defesas: Alex Telles, Wilson Manafá, Tomás Esteves (ex-júnior), Saravia (ex-Racing), Pepe, Osorio*, Mbemba, Diogo Queirós (ex-FC Porto B) e Diogo Leite (ex-FC Porto B)

Médios: Fábio Vieira (ex-júnior), Danilo Pereira, Sérgio Oliveira*, Romário Baró (ex-FC Porto B), Óliver Torres, Loum e Otávio

Avançados: Fábio Silva, Aboubakar, Soares, Marega, Fernando Andrade, André Pereira, Galeno* e Corona

Treinador: Sérgio Conceição

*Regressado após empréstimo

POSSÍVEIS CONTRATAÇÕES

Nakajima (Al-Duhail), Marcano (Roma), Zé Luís (Spartak Moscovo), Koubek (Rennes), Luís Diaz (Junior Barranquilla),

SAÍDAS

Fabiano, Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético Madrid), Herrera, Brahimi, Adrián López e Hernâni

POSSÍVEIS SAÍDAS

Casillas, Bruno Costa e Maxi Pereira

PRÉ-TEMPORADA

Estágio no Algarve (local e datas por divulgar)

JOGOS

16 de julho: Fulham (Albufeira, PORTUGAL)

19 de julho: Bétis (Portimão, PORTUGAL)

21 de julho: Getafe ou Portimonense (Portimão, PORTUGAL)

27 de julho: Mónaco (Dragão, PORTUGAL)

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG