Estudo da Universidade Europeia diz que Ronaldo merece ganhar a Bola de Ouro

Estudo tem por base o rendimento e a prestação futebolística dos últimos 14 atletas distinguidos com o troféu. Vencedor do prémio será conhecido na segunda-feira.

De acordo com um estudo da Universidade Europeia, Cristiano Ronaldo é o futebolista com maior probabilidade de vencer o troféu Bola de Ouro, que será entregue já na segunda-feira. Com 15 golos marcados em competições europeias e a vitória na Liga dos Campeões, e embora não tenha ultrapassado o seu melhor registo de 2014, como vencedor da Liga dos Campeões e 17 golos marcados na competição, o jogador português de 33 anos continua mesmo assim a destacar-se dos restantes jogadores nomeados.

Numa análise à distinção entre jogadores vencedores e vencidos, o estudo concluiu que o número de golos alcançados e a classificação obtida nas competições europeias são decisivas para a atribuição deste prémio que distingue, anualmente, o melhor jogador de futebol do mundo. Sob este ponto de vista, Cristiano Ronaldo é o grande vencedor por ter ganho a Liga de Campeões e por ter marcado 15 golos nesta competição. Apesar de ter ganho o prémio The Best 2018 (atribuído pela FIFA), Luka Modric surge somente em 9.º lugar, pois apesar de também ter ganho a Champions, marcou apenas um golo na competição. Já Lionel Messi posiciona-se na quarta posição. O melhor ano do argentino foi em 2011, sendo superado por Cristiano Ronaldo em 2014 e 2016. Em 2018 e com 33 anos, o jogador português atinge assim a sua terceira melhor prestação de sempre.

Considerando as variáveis que são decisivas para a escolha do jogador vencedor, o estudo da Universidade Europeia comparou o rendimento e prestação futebolística dos últimos 14 atletas distinguidos pela Bola de Ouro, entre 2005 e 2017, construindo um modelo de perfil-tipo do vencedor e identificando um ranking para a edição deste ano. O estudo concluiu que as duas variáveis que distinguem o perfil-tipo do finalista-vencedor da Bola de Ouro dos finalistas-vencidos são o número de golos nas competições europeias, seguida da classificação, da classificação nas competições europeias.

Contudo, apesar das competições europeias serem o mais importante para a definição do Bola de Ouro, seguidas das nacionais e, por último, das seleções, o jogador Fábio Cannavaro (2006) foi o único atleta Bola de Ouro que não marcou um golo em provas europeias e que inclusive não ficou classificado nos primeiros quatro lugares destas competições.

O modelo de perfil-tipo do vencedor deste prémio identificou inclusive uma tendência para o Bola de Ouro marcar cada vez mais golos nas competições europeias, destacando-se que os dois melhores registos de golos nestas provas pertencem a Cristiano Ronaldo (em 2014 em que bateu o record de golos na competição, com 17 golos, e em 2016 com 16), ultrapassando assim a melhor versão de Lionel Messi que foi obtida em 2011.

O estudo da Universidade Europeia identificou ainda que 62% das Bolas de Ouro foram conquistadas por jogadores que venceram as competições europeias de clubes. No caso do Lionel Messi, 60% das Bolas de Ouro foram conquistadas ganhando a Champions League, enquanto que no caso do Cristiano Ronaldo foi em 80%.
Analisando todas estas variáveis, o modelo perfil-tipo do finalista-vencedor do Bola de Ouro 2018 criado pela Universidade Europeia considera que a seguir ao Cristiano Ronaldo, na segunda posição, ficará o jogador Mohamed Sallah, dado ter perdido a final pelo Liverpool contra o Real Madrid e ter apenas 10 golos, e na terceira classificação o atleta Antoine Griezmann, justificado pelo sucesso na Liga Europa, onde marcou seis golos (mais dois na Liga dos Campeões), além do título de Campeão do Mundo na Rússia. Lionel Messi surge como quarto classificado neste ranking, seguido de Harry Kane (5º), Kylian Mbappe (6º), Eden Hazard (7º), Kevin De Bruyne (8º), Luka Modric (9º) e Raphael Varane (10º).

O troféu Bola de Ouro, da responsabilidade da revista France Football, vai ser entregue na segunda-feira. Luka Modric, jogador do Real Madrid e da seleção croata, tem sido apontado como o grande favorito a vencer este prémio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG