Estreia de Ronaldo, arranque de LaLiga e muito mais para ver

Dez jogos a não perder nos campeonato de futebol deste fim-de-semana, em Portugal e lá fora

Real Bétis-Levante Sexta-feira, 21.15, Eleven Sports1


LaLiga arranca duas horas antes, com o Granada-Valladolid a dar o pontapé de saída na era pós-Ronaldo da liga espanhola. Mas as maiores expetativas desta noite de partida concentram-se no Benit Villamarín de Sevilha, onde o aclamado Bétis de Quique Setien começa nova campanha recebendo o Levante. Inflexível na sua proposta de bom futebol, o técnico do Bétis recebeu este ano o português William Carvalho, o espanhol Canales e o japonês Tanui para dar maior fôlego ainda a uma das equipas que mais prazer proporcionou aos adeptos na época passada.

Chievo Verona-Juventus Sábado, 17.00, SportTV3


É o jogo que todo o mundo aguarda. A estreia de Cristiano Ronaldo pela Juventus traz os focos de volta sobre a Serie A italiana, desprezada nos últimos anos em favor das rivais espanhola e inglesa. A primeira paragem do CR show é em Verona, no mesmo estádio que em 1984 apadrinhou a estreia de Maradona pelo Nápoles. Então, o argentino defrontou um Hellas Verona que se sagraria campeão; agora, Ronaldo enfrenta o Chievo, único clube da cidade de Romeu e Julieta que se conseguiu manter na Serie A (o Hellas desceu na épcoa passada).

Chelsea-Arsenal Sábado, 17.30, SportTV2


Grande dérbi londrino entre duas equipas a viverem os inícios de novas eras. O Chelsea de Maurizio Sarri começou bem na Premier League, com uma vitória de 3-0 no terreno do Huddersfield, enquanto o Arsenal de Unai Emery deu o pontapé de saída na era pós-Wenger com uma derrota na receção ao campeão Manchester City e prossegue em Stamford Bridge um complicado começo de campeonato. Duas ideias diferentes à procura de consolidação para a exigente luta de topo na liga inglesa.

Mónaco-Lille Sábado, 19.00, Eleven Sports1


A obra de Leonardo Jardim no Mónaco está em constante renovação, mantendo um nível competitivo e qualitativo alto que só não consegue olhar nos olhos um PSG que dispões de outras armas. No arranque da liga francesa, os monegascos venceram o Nantes de Miguel Cardoso com o internacional português Rony Lopes em destaque. Agora, recebem um Lille também com dedo português na gestão (Luís Campos é o diretor-geral) e acentuado sotaque luso na equipa (Edgar Ié, Xeka e os reforços José Fonte e Rafael Leão), a tentar crescer após o trauma Marcelo Bielsa que lhe condicionou a época passada.

Boavista-Benfica Sábado, 19.00, SportTV1


A equipa de Rui Vitória visita o estádio onde na época passada sofreu a primeira derrota do campeonato, à sexta jornada, num jogo que serviu para assinalar Bruno Varela e abrir definitivamente uma ferida na baliza do Benfica. Esta época, a visita ao Bessa surge ainda mais cedo e com nova cara na baliza à procura de afirmação (Vlachodimos tem mostrado bons argumentos iniciais), nas vésperas do importante compromisso europeu frente ao PAOK Salónica. Como vai o Benfica gerir as prioridades e acertar a abordagem, depois de uma vitória na primeira jornada que quase fugia quando a Liga dos Campeões entrou no pensamento, é um ponto de interrogação interessante. Como interessante será confirmar os sinais deixados pela boa entrada do Boavista na prova (vitória em Portimão por 2-0).

Lazio-Nápoles Sábado, 19.30, SportTV5

Depois de ter chegado a assustar a Juventus na época passada, mas ter sido mais uma vez incapaz de evitar o título da Velha Senhora, o excêntrico Aurelio De Laurentiis, presidente do Nápoles, resolveu mudar as coisas. Abdicou de Maurizio Sarri, o técnico que tinha forjado a identidade de uma equipa ousada e aplaudida pelo seu bom futebol, e promoveu o regresso à Serie A de Carlo Ancelotti, um dos mais titulados técnicos italianos dentro e fora das fronteiras da "bota". Dom Carlo, que ganhou uma Liga dos Campeões com Ronaldo no Real Madrid, será assim um dos principais rivais do português nesta sua nova vida. Mas terá de provar ser capaz de dar ao Nápoles aquele "algo mais" que vale títulos e que Sarri não conseguiu. O que não será fácil. Primeiro teste é em Roma, contra uma Lazio que é também um dos candidatos aos lugares de Champions (5.ª na época passada).

Sporting-V. Setúbal Sábado, 21.00, SportTV2


O Sporting de José Peseiro conseguiu começar o campeonato com três pontos fora de casa e estreia-se agora em Alvalade. Por entre notícias de novas confusões diretivas a prolongarem uma instabilidade sem fim à vista, a equipa de futebol tenta sobreviver na normalidade possível e ultrapassar no relvado o cenário que indicaria como "impossível" uma época feliz. Em Moreira de Cónegos, os "regressados" Bruno Fernandes e Bas Dost asseguraram o triunfo do realismo sobre a qualidade exibicional. Agora, o V. Setúbal do pragmático Lito Vidigal, que também entrou a ganhar na Liga, vai por à prova a evolução dos processos do leão.

Barcelona-Alavés Sábado, 21.15, Elevens Sports1


Sem Cristiano Ronaldo por perto, o que sentirá Lionel Messi? Motivação com a via aberta para brilhar mais alto nos relvados da liga espanhola? Ou nostalgia do rival que o desafiava e obrigava a manter todos os sentidos alerta? Depois de perder a sombra (interna) de Neymar na época anterior e agora a concorrência e(x)terna de Ronaldo, LaLiga fica quase exclusivamente o palco de Messi como a grande figura individual do campeonato. No Barça, o argentino tem este ano companhia nova (Arthur, Malcom, Vidal) e arranca a defesa do título em Camp Nou, na receção ao Alavés.

Belenenses SAD-FC Porto Domingo, 18.30, SportTV1


Quis o destino que o primeiro jogo do Belenenses no Jamor, depois do intrincado processo de cisão entre SAD e clube que levou a equipa profissional a abandonar o Restelo, fosse a visita do campeão nacional FC Porto, o que promete umas bancadas bem compostas no palco que acolhe anualmente a final da Taça de Portugal e esta época vai receber jogos da Liga pela primeira vez desde que o Benfica ali se instalou, entre a demolição do velho Estádio da Luz e a inauguração do novo, no início da época 2003/04. Na época passada, o Belenenses de Silas foi responsável por uma das raras derrotas internas do FC Porto de Sérgio Conceição. Terá argumentos para repetir a façanha neste início de nova época que já mostrou um dragão demolidor na primeira jornada?

Real Madrid-Getafe Domingo, 21.15, Eleven Sports1


A era pós-Ronaldo no Real Madrid já arrancou com uma derrota - na Supertaça Europeia, diante do vizinho e rival Atlético - e parece ter tudo para se desenrolar como a crónica de um desastre anunciado. Cabe a Julen Lopetegui, o técnico espanhol que fracassou no FC Porto e que resolveu abdicar de um Mundial de futebol para abraçar os planos de Florentino Perez, dar a volta ao texto e mostrar que o Real Madrid pode sair feliz da separação com o melhor marcador da sua história, mesmo sem ter conseguido contratar Neymar, ou Mbappe, ou Hazard, ou... qualquer outro craque de campo até agora (só o guarda-redes Courtois e o projeto de craque brasileiro Vinicius). O primeiro contacto com o exigente palco do Santiago Bernabéu é este domingo, no arranque da Liga espanhola, contra o Getafe do português Antunes, começando assim a missão de tentar recuperar o título espanhol para o Real Madrid.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG