Estreante Wilson Eduardo apura Angola para o CAN

Avançado bracarense marcou o golo da vitória da seleção angolana no terreno do Botswana, por 1-0, e apurou os palancas negras para a Taça das Nações Africanas de 2019, após terem falhado as últimas duas edições.

Depois de terem falhado as duas últimas edições da Taça das Nações Africanas (CAN), na Guiné Equatorial (2015) e no Gabão (2017), Angola está de volta à principal prova de seleções do continente africano, que este ano se realiza do Egito.

Um golo aos 22 minutos do avançado Wilson Eduardo, do Sp. Braga (numa recarga a uma bola que bateu no poste), que recentemente decidiu jogar pelos palancas negras em detrimento de esperar por uma oportunidade na seleção portuguesa, deu o triunfo no terreno do Botswana (1-0), na última jornada do Grupo I da qualificação.

O irmão de João Mário, em estreia absoluta pela seleção angolana, vestiu a pele de herói cerca de uma semana depois de ter perdido o pai, João Mário Eduardo, que faleceu a 11 de março em Luanda. Natural de Massarelos, no Porto, Wilson Eduardo foi internacional sub-21 por Portugal.

Esta será a oitava presença de Angola no CAN, depois das participações nas edições de 1996 (África do Sul), 1998 (Burkina Faso), 2006 (Egito), 2008 (Gana), 2010 (Angola), 2012 (Gabão e Guiné Equatorial) e 2013 (África do Sul). O melhor que os palancas conseguiram foi chegar as quartos-de-final em 2008 e 2010.

O jogador luso-angolano do Sp. Braga esteve para se estrear em novembro do ano passado, mas acabou por falhar a partida por falta do certificado internacional.

A outra equipa apurada no Grupo I foi a Mauritânia - perderam esta sexta-feira com o Burquina Faso, do português Paulo Duarte, mas já tinham lugar assegurado no CAN.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG