Sporting mete a quinta e acelera para o pódio

Leões receberam e venceram este domingo o Rio Ave por 3-0, com golos de Luiz Phellype, Bruno Fernandes (de grande penalidade) e Wendel, e deixam Sp. Braga mais distante do terceiro lugar

Sem se dar muito por isso, o Sporting de Marcel Keizer alcançou este domingo a quinta vitória consecutiva - e a sétima nos últimos oito jogos - no campeonato, batendo o Rio Ave por 3-0 em Alvalade e isolando-se no terceiro lugar, agora com três pontos de avanço - e vantagem no confronto direto - sobre o Sp. Braga, depois de ter estado a sete dos bracarenses.

Para as contas do título pouco terá a dizer, mas a verdade é que os leões parecem viver uma espécie de fase de retoma neste último terço da época, até pelo apuramento para a final da Taça de Portugal após a reviravolta na eliminatória com o Benfica, nas meias-finais.

Na ressaca do dérbi de quarta-feira, o Sporting não entrou mandão no jogo e até permitiu que o Rio Ave conseguisse dividir a posse de bola e chegar ao último terço com algum veneno, mas chegou relativamente cedo ao golo, aos 12 minutos, por Luiz Phellype, que tal como em Chaves na semana anterior voltou a aproveitar a ausência de Bas Dost para mostrar créditos. Desta vez, o avançado brasileiro encostou para o fundo das redes uma bola passada por Wendel em profundidade e que contou com um desvio subtil de Acuña pelo meio. E, imagine-se, Bruno Fernandes não esteve na jogada.

A partir do 1-0, mesmo sem carregar muito no acelerador, o Sporting cresceu, assentou o seu jogo e foi cada vez mais conseguindo neutralizar o ataque da equipa de Daniel Ramos, que promoveu os regressos de Rúben Semedo e Fábio Coentrão a Alvalade.

Bruno Fernandes iguala Lampard

Esse crescimento sustentado acabou por culminar no segundo golo, apontado de grande penalidade por... Bruno Fernandes (36'). 27.º golo nesta época - quinto de penálti - do médio internacional português, que assim iguala o registo de Frank Lampard pelo Chelsea em 2009/10, centrocampista mais concretizador de uma equipa das principais ligas europeias numa só temporada.

No segundo tempo, o Sporting apresentou-se sem o defesa esquerdo Borja, lesionado, lançando Jovane Cabral para a ala e fazendo recuar Acuña, mas nem por isso abanou. E se dúvidas houvessem, o médio brasileiro Wendel fez questão de dissipá-los ainda antes da hora de jogo (54'), através de um fantástico remate, forte e colocado, que estabeleceu o resultado final. O passe para o ex-Fluminense foi de... sim, ele mesmo: Bruno Fernandes.

A tranquilidade na última meia hora permitiu a Keizer fazer descansar Mathieu e Acuña, bastante aplaudidos pelas bancadas de Alvalade, que continua a fortaleza para os leões: apenas cinco pontos perdidos na I Liga em 2018/19, o melhor registo caseiro entre as 18 equipas.

Figura: Wendel

O momento fantástico que Bruno Fernandes atravessa abafa qualquer um, o que não quer dizer que não haja companheiros que não se estejam a exibir a um bom nível. Um desses caso é o de Wendel, que já tinha estado muito bem no dérbi de quarta-feira e que este domingo voltou a efetuar uma exibição de qualidade. Bem no passe, na condução de bola, na intensidade e no remate, fez um passe fantástico para o golo inaugural e fechou as contas com um remate soberbo, uma obra de arte para ver e rever. Depois de ter contado pouco para Jorge Jesus e José Peseiro, está a afirmar-se com Marcel Keizer, assumindo o estatuto de titular a meio-campo, fazendo a ponte entre Gudelj e Bruno Fernandes.

Ficha de jogo

Jogo no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Assistência: 26.198 espetadores.

Sporting: Renan, Ristovski, Mathieu (André Pinto, 73), Coates, Borja (Jovane Cabral, 46), Acuña (Bruno Gaspar, 66), Gudelj, Wendel, Bruno Fernandes, Diaby e Luiz Phellype.

Treinador: Marcel Keizer.

Rio Ave: Leo Jardim, Nadjack, Messias, Rúben Semedo, Fábio Coentrão, Filipe Augusto, Tarantini, Diego, Galeno (Jambor, 61), Gabrielzinho (Nuno Santos, 61) e Bruno Moreira (Ronan David, 82).

Treinador: Daniel Ramos.

Marcadores: 1-0, Luiz Phellype, 12 minutos; 2-0, Bruno Fernandes, 36 (grande penalidade); 3-0, Wendel, 54.

Disciplina: nada a assinalar.

Resumo

Filme do jogo

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG