Benfica dorme sozinho na liderança após jogo agridoce de João Félix (2-0)

Nova coqueluche encarnada estreou-se a titular e inaugurou o marcador com toque de classe mas saiu lesionado na segunda parte. Águias bateram na Luz por 2-0 um Desp. Aves que nunca atirou a toalha ao chão.

A tradição ainda é o que era. Na quinta receção do Benfica ao Desp. Aves para a I Liga, quinta vitória das águias por dois ou mais golos de diferença. O resultado deste domingo, 2-0, foi o mesmo da época passada, mas foram duas caras novas para esta temporada, João Félix e Gabriel, as principais novidades no onze de Rui Vitória.

O jovem extremo made in Seixal foi mesmo o protagonista do encontro, a começar pela estreia a titular, mas sobretudo pelo toque de classe com que inaugurou o marcador aos 34 minutos, ao picar a bola de pé esquerdo por cima do guarda-redes adversário, e pela lesão no pé esquerdo que o fez abandonar o jogo de forma precoce no início da segunda parte.

Mas se João Félix foi novidade e figura, o motor da equipa voltou a ser Pizzi, mais uma vez em alta rotação. Quando o médio transmontano imprime um ritmo alto, o conjunto encarnado apresenta grande dinâmica no ataque, e foi isso que aconteceu a dois tempos no decorrer da primeira parte.

Veja o resumo da partida

Poste impediu dois golos de rajada

Depois de um ímpeto inicial sustido pelos avenses, que tentaram defender o mais longe possível da sua área e apostaram as fichas todas na velocidades dos extremos Mama Baldé e Hamdou Elhouni, os homens da casa recuperam o fôlego e voltaram acelerar a meio da primeira parte. Salvio (24 minutos) e Seferovic (26') deixaram avisos, mas acabou por ser a nova coqueluche a inaugurar o marcador, depois de um passe a rasgar de Pizzi. Dois minutos depois do golo inaugural, Salvio viu o poste negar-lhe o 2-0.

Apesar da superioridade encarnada, tanto o último lance de perigo do primeiro tempo como o primeiro do segundo pertenceram ao Desp. Aves, com duas intervenções de Vlachodimos a impedirem o empate a Elhouni (45') e Rodrigo (48').

O Benfica entrou nos derradeiros 45 minutos a fazer notar algum cansaço, a passar por alguns sobressaltos e a perder João Félix. Do outro lado, a equipa de José Mota esfregava as mãos e parecia acreditar cada vez mais num resultado que lhe permitisse sair com pontos do Estádio da Luz.

Cervi a partir do banco, Jonas de regresso e Grimaldo lesionado

No entanto, o substituto do jovem extremo, o habitual titular mas desta vez suplente utilizado Franco Cervi, deu mais conforto aos mais de 53 mil benfiquistas presentes na Luz, através de um remate que ainda desviou em Carlos Ponck antes de entrar na baliza do francês Quentin Beunardeau.

Mesmo mais tranquilo e tendo estado perto do terceiro golo através de um cabeceamento à trave de Jardel (79'), o Benfica não teve propriamente uma última meia hora em ritmo de passeio, porque o detentor da Taça de Portugal nunca atirou a toalha ao chão.

O regresso à competição de Jonas e a lesão de Grimaldo - que obrigou Rui Vitória a recorrer a Cervi para o lado esquerdo da defesa - também fizeram parte da reta final de um jogo que lança as águias, pelo menos durante 24 horas, para a liderança isolada da I Liga, e que mantém o Desp. Aves no fundo da tabela.

Os encarnados interrompem assim uma série de cinco jogos caseiros a sofrer golos, enquanto os nortenhos continuam sem vencer em 2018/19: três empates e cinco derrotas.

Consulte a classificação AQUI.

Figura

João Félix - Depois de ter dado excelentes indicações como suplente utilizado, nomeadamente diante de PAOK e Sporting, o miúdo de 18 anos mostrou que também tem pedalada para acompanhar os graúdos desde o apito inicial. A partir da esquerda, fez a cabeça em água ao marcador direto Rodrigo e mostrou frieza digna de um veterano no cara a cara com Quentin Beunardeau, picando a bola com grande classe sobre o guarda-redes avense. Mereceu a ovação que a Luz lhe dedicou quando teve de abandonar o relvado devido a lesão.

Ficha de jogo

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica - Desportivo das Aves, 2-0

Marcadores:

1-0, João Félix, 34 minutos.

2-0, Cervi, 62.

Benfica: Vlachodimos, André Almeida, Rúben Dias, Jardel, Grimaldo (Rafa, 82), Fejsa, Gabriel, Pizzi, Salvio (Jonas, 72), João Félix (Cervi, 53) e Seferovic.

Treinador: Rui Vitória.

Desportivo das Aves: Beunardeau, Rodrigo Soares, Ponck, Rodrigo Defendi, Vítor Costa, El Adoua, Vítor Gomes (Falcão, 74), Braga (Derly, 59), Mama Baldé, Elhouni (Douglas, 82) e Bruno Gomes.

Treinador: José Mota.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).

Amarelos para Vítor Costa (55), El Adoua (61), Derley (77), Rúben Dias (86) e Falcão (90).

Assistência: 53.606 espetadores.

Exclusivos