Dois meses e oito jogo depois Maradona deixou o comando do Gimnasia

Argentino aguentou apenas dois meses no cargo de treinador.

Maradona já não é treinador do Gimnasia la Plata. A confirmação foi feita esta terça-feira pelo presidente do clube argentino. "Maradona já não é treinador do Gimnasia. Também não continuam Méndez, Adrián González e o resto da equipa técnica", afirmou Gabriel Pellegrino, em declarações à rádio La Red.

A notícia surge após Pellegrino confirmar que não se recandidata à presidência do Gimnasia, condição para que Maradona se mantivesse no cargo. O dirigente recusou dar explicações, limitando-se a informar que El Pibe já não estará no banco no próximo domingo, no encontro com o Arsenal de Sarandi.

De acordo com a imprensa argentina os jogadores pediram para o técnico ficar, um pedido que levou Diego às lágrimas, apesar de se mostrar irredutível na saída. O argentino sai assim do clube apenas dois meses depois de chegar e de ter feito oito jogo, três vitórias e cinco derrotas.

O futuro pode agora passar pelo Argentinos ou Godoy Cruz, que, segundo a sua ex-namorada já manifestaram interesse em o contratar como diretor desportivo.

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.