Diana Durães na final dos 800 metros dos Europeus com recorde nacional

Tamila Holub terminou na 12.ª posição, com um tempo de 8.25,00 minutos, uma nova melhor marca pessoal.

A nadadora portuguesa Diana Durães apurou-se para a final da prova dos 800 metros dos Europeus de piscina curta, batendo o recorde nacional na distância.

Em Glasgow, na Escócia, esta quarta-feira, a atleta do Benfica foi sétima classificada na terceira e última eliminatória, com um tempo de 8.20,97 minutos, e garantiu a presença na final, igualmente com a sétima melhor marca das oito finalistas.

O novo recorde português retira mais de dois segundos ao anterior máximo, de 8.23,23 minutos, que tinha sido estabelecido pela nadadora natural de Fafe em dezembro de 2018, nos Campeonatos Nacionais Juniores e Seniores, em Felgueiras.

"Senti-me bem e confirma-se o meu bom momento de forma com os recordes nacionais hoje, nos 800, e nos 1.500, no dia 23 de novembro, em Felgueiras. O objetivo de hoje era passar à final e isso foi conseguido. Não estava a ligar ao tempo, apenas focada na classificação. Sabia que a prova de eliminatórias seria forte, mas tinha de seguir com elas", disse.

Citada pela Federação Portuguesa de Natação, Diana Durães lembrou que há dois anos chegou à final com um tempo superior em cerca de nove segundos, o que "mostra bem o nível deste ano".

"Tenho mínimos para Jogos [Olímpicos Tóquio2020] nos 1.500 livres, mas gostava de fazer aos 400 e 800 metros. Na final já conheço as adversarias e vou dar o meu melhor", referiu.

Na mesma prova, Tamila Holub terminou na 12.ª posição, com um tempo de 8.25,00 minutos, uma nova melhor marca pessoal, ficando a 3,01 segundos da oitava classificada para a final, que se realiza na quinta-feira.

"Bati o recorde pessoal o que é bastante positivo para mim. Revela que estou no bom caminho em termos de progressão e dá-me mais confiança nos treinos e nas competições", disse a atleta do Sporting de Braga.

Nos 50 metros bruços, Alexandre Amorim e Francisco Quintas falharam a qualificação para as meias-finais. Quintas foi 36.º nas eliminatórias, em 27,72 segundos, e Amorim terminou em 41.º, em 28,22.

José Lopes também não conseguiu a qualificação para a final dos 400 metros livres, ao ser 19.ª nas eliminatórias, com uma marca de 3.45,03 minutos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG