Conheça melhor os adversários que o Benfica terá pela frente na Champions

O Zenit reforçou-se no Barcelona com o brasileiro Malcom, o Lyon está a reconstruir uma equipa depois da saída de três estrelas e o RB Leipzig contratou o treinador da moda na Alemanha. A Liga dos Campeões será ainda palco do primeiro duelo oficial entre Cristiano Ronaldo e João Félix.

O Benfica tem pela frente um grupo bastante equilibrado na fase de grupos da Liga dos Campeões. É verdade que não tem de defrontar nenhum dos chamados tubarões da Europa, mas terá de medir forças com Zenit, Lyon e RB Leipzig, equipas muito competitivas e que acabam por ter as mesmas aspirações dos encarnados, que são o apuramento para os oitavos-de-final da prova.

O sorteio até começou da melhor forma para a equipa treinada por Bruno Lage, quando foi integrado no grupo G, onde já estavam os russos do Zenit, que teoricamente era a equipa mais acessível do pote 1.

Malcom, a estrela que o Zenit foi buscar ao Barça

A equipa de São Petersburgo, atual campeão da Rússia, é um velho conhecido do clube da Luz, pois já se encontraram por seis vezes, sempre na Champions, registando-se três vitórias para cada lado. O primeiro embate foi na época 2011/12 para os oitavos-de-final, com os encarnados a seguirem em frente com uma derrota por 3-2 fora e uma vitória por 2-0 em casa, com golos de Maxi Pereira e Nélson Oliveira.

Pior foi em 2014/15, na fase de grupos, onde a equipa então treinada por Jorge Jesus foi derrotado nas duas partidas, numa altura em que o Zenit era orientado por André Villas-Boas: em Lisboa, Hulk e Witsel fizeram os golos do 2-0; na Rússia foi Danny a estabelecer o resultado final em 1-0. Estas duas derrotas acabaram por ser decisivas para que os encarnados tivessem ficado em último lugar do grupo.

A última vez que se encontraram foi nos oitavos-de-final em 2015/16, com duas vitórias do Benfica: na Luz por 1-0, com golo de Jonas, e em São Petersburgo por 2-1 com Gaitán e Talisca a fazerem os golos benfiquistas e Hulk a marcar para os russos.

O Zenit ocupa atualmente o quinto lugar da liga russa à 7.ª jornada, com quatro vitórias, um empate e duas derrotas, a última das quais no último fim de semana no terreno do Ufa. Sergei Semak, antigo jogador do clube, iniciou a segunda época como treinador da equipa que conta como principal estrela o avançado brasileiro Malcom, contratado ao Barcelona por 40 milhões de euros, mas que se encontra lesionado devendo apenas regressar aos relvados em outubro.

Os médios Wilmar Barrios e Oleg Shatov, internacionais colombiano e russo respetivamente, são outros dois jogadores importantes na equipa, bem como o goleador Atryom Dzyuba, dotado de um enorme poder físico (1,96 de altura) que já leva quatro golos em oito jogos oficiais esta época, tantos quantos o iraniano Sardar Azmouon, outro avançado a ter em conta. Na defesa continuam os veteranos Yuri Zirkhov (36 anos), Ivanovic (35), Smolnikov (31) e Rakitskiy (30).

Para esta época, o Zenit investiu 57,7 milhões de euros em reforços, sendo que a grande fatia foi para Malcom para que se tornasse na estrela da equipa. O segundo mais caro foi outro brasileiro, o defesa-esquerdo Douglas Santos, que chegou do Hamburgo por 12 milhões de euros.

Lyon, uma equipa em reconstrução

O Lyon é o atual segundo classificado da Liga francesa, com seis pontos em três jornadas, sendo que no último fim de semana foi derrotado em Montpellier, por 1-0, depois de ter começado o campeonato com duas goleadas: 3-0 em casa do Mónaco de Leonardo Jardim e 6-0 na receção ao Angers.

No histórico com o Benfica, regista-se uma vitória para cada lado na fase de grupos da Liga dos Campeões na época 2010/11. Em França, Jimmy Briand e o ex-portista Lisandro López ditaram então o resultado de 2-0 para os gauleses, mas na Luz os encarnados, treinados por Jorge Jesus, responderam com um 4-3., com golos de Alan Kardec, Javi García e um bis de Fábio Coentrão. Um triunfo que não evitou o terceiro lugar do Benfica, que seguiu então para a Liga Europa.

Atualmente, a equipa do Lyon é treinada pelo antigo internacional brasileiro Sylvinho, que tem Juninho Pernambucano, antiga glória do clube, como diretor desportivo. O guarda-redes português Anthony Lopes continua a ser o esteio de uma equipa que se destaca pelo bom futebol para o qual muito contribuem dois atacantes perigosos como são o holandês Memphis Depay, a estrela da companhia, e Bertrand Traoré, internacional pelo Burquina Faso. Isto além do goleador Moussa Dembélé, que conta com três golos neste início de época, tantos quantos Depay.

No meio-campo, o basileiro Thiago Mendes, contratado ao Lille por 22 milhões de euros, é o ponto de equilíbrio da equipa, contando na defesa com internacional belga Jason Denayer, o dinamarquês Joachim Andersen, que chegou este ano da Sampdoria a troco de 24 milhões de euros. O Lyon conta ainda com o defesa-esquerdo brasileiro Marçal, antigo jogador do Nacional que chegou a ter contrato com o Benfica, mas nunca jogou de águia ao peito.

O Lyon investiu esta época 88 milhões de euros em reforços, mas o jogador mais caro, o avançado Reine-Adélaïde, de 21 anos, que foi contratado ao Angers, mas ainda não se estreou pela equipa de Sylvinho, que está à procura de construir uma equipa que ficou órfã dos três principais jogadores da época passada: Ndombélé que foi para o Tottenham por 60 milhões de euros, Ferland Mendy que seguiu para o Real Madrid (48 milhões) e Nabil Fekir que rumou ao Betis (19,75 milhões de euros). Apesar destas três baixas, o terceiro classificado da Liga francesa da época passada é uma equipa com bons jogadores e muito perigosa no ataque.

RB Leipzig, a equipa da moda na Alemanha

O RB Leipzig é a equipa da moda na Alemanha, que chegou à Budesliga em 2016/17, depois de ter sido fundado em 2009, sob o patrocinio da multinacional Red Bull. Logo na época de estreia no escalão principal ficou em segundo lugar, tendo na época passada terminado em terceiro.

Na sua primeira participação na fase de grupos Liga dos Campeões ficou-se pelo terceiro lugar, em 2017/18, tendo defrontado o FC Porto, perdendo no Dragão por 3-1 e vencendo em casa por 3-2. Vai agora cumprir a segunda participação na Champions e volta a ter pela frente uma equipa portuguesa, o Benfica.

A equipa da moda da Alemanha decidiu para esta época contratar o treinador da moda naquele país, o jovem Julian Nagelsmann, de apenas 32 anos, que foi o responsável por colocar o Hoffenheim no topo do futebol alemão, com um futebol ofensivo e muito vistoso. Para já as coisas estão a correr da melhor forma, uma vez que venceu os três jogos oficiais que disputou: 3-2 ao Osnabrück para a Taça da Alemanha, 4-0 ao Union Berlim e 2-1 ao Eintracht Frankfurt para a Bundesliga, estando por isso no topo da tabela após duas jornadas

O RB Leipzig é uma equipa jovem da qual se destacam o goleador Timo Werner, internacional alemão, e o sueco Emil Forsberg, que é uma espécie de número 10 da equipa. Mas o ataque conta ainda com um inspirado Marcel Sabitzer, um austríaco que já leva três golos esta temporada, bem como com o francês Jean-Kévin Augustin e o dinamarquês Yussuf Poulsen.

No meio-campo destaca-se o francês Nkunku contratado ao Paris Saint-Germain por 13 milhões de euros, enquanto na defesa o internacional alemão Lukas Klostermann é o patrão, à frente do guarda-redes húngaro Peter Gulácsi, que durante este verão chegou a ser falado como possível concorrente de Vlachodimos na baliza do Benfica.

Refira-se que a equipa alemã gastou esta época 52 milhões de euros em reforços, sendo o mais caro o extremo inglês Ademola Lookman, contratado ao Everton por 18 milhões de euros, que chegou a Leipzig para render o português Bruma, vendido ao PSV Eindhoven por 15 milhões de euros.

Cristiano Ronaldo contra João Félix

Nos outros grupos da Champions, destaque para o confronto entre Juventus e Atlético de Madrid, que na prática será o primeiro duelo oficial entre Cristiano Ronaldo e João Félix, que se encontraram na pré-temporada, num particular ganho pelos colchoneros por 2-1, com um golo do ex-jogador do Benfica. Estas duas equipas são as grandes favoritas no grupo D, onde estão também Bayer Leverkusen e o Lokomotiv Moscovo, de Éder e João Mário.

O regresso de Ronaldo a Madrid também é aguardado com algum expectativa e no final do sorteio o internacional português já abordou esse tema: "Joguei contra o Atlético muitas vezes. Vai ser um jogo difícil e espero que não voltem a massacrar no estádio com coisas antidesportivas. Tirando isso, espero um jogo disputado."

No grupo C, o Manchester City, onde jogam Bernardo Silva e João Cancelo, defronta pelo terceiro ano consecutivo o Shakhtar Donetsk, que agora é treinado por Luís Castro. A equipa de Pep Guardiola deverá ter uma fase de grupos tranquila, uma vez que os restantes adversários são o Dínamo Zagreb e a estreante Atalanta.

Mas a fase de grupos vai estar recheada de grandes jogos, como serão por exemplo os embates entre Real Madrid e Paris Saint-Germain no grupo A, os grandes favoritos ao apuramento uma vez que Club Brugge e Galatasaray não parecem ter argumentos para discutir uma vaga nos oitavos-de-final.

Bayern Munique e o vice-campeão europeu Tottenham também parecem ter missão facilitada no grupo B, onde devem lutar pelo terceiro lugar o Estrela Vermelha e o Olympiacos, treinado por Pedro Martins e com José Sá, Rúben Semedo e Daniel Podence.

Já o campeão Liverpool deverá lutar com o Nápoles, de Mário Rui, pelo primeiro lugar, num gurpo E que conta também com RB Salzburgo e Genk.

Mais equilibrados são os grupos F e H. No primeiro, Barcelona (Nélson Semedo), Borussia Dortmund (Raphaël Guerreiro) e Inter Milão vão lutar pelo apuramento, enquanto o Slavia Praga irá procurar conquistar alguns pontos. O grupo H será imprevisível, apesar de o Chelsea partir como favorito, Ajax, Valência de Gonçalo Guedes e Lille dos portugueses José Fonte, Renato Sanches, Xeka e Tiago Djaló, têm capacidade para lutarem pelo apuramento.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG