Conceição vê FC Porto "competitivo" e Veríssimo fala em jogo que "vale troféu"

Final da Taça de Portugal entre FC Porto e Benfica está agendada para sábado (20.45), no Estádio Cidade de Coimbra

O treinador Sérgio Conceição entende que o FC Porto é a equipa "mais competitiva", enquanto Nélson Veríssimo, do Benfica, lembra que vai estar em jogo "um troféu", a quatro dias da final da Taça de Portugal em futebol.

"(...) Não há dúvidas, que neste momento a equipa mais competitiva em Portugal é o FC Porto, por isso vamos enfrentar este desafio com confiança no que sabemos fazer", disse Sérgio Conceição, em entrevista à revista da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O técnico, que levou esta época os dragões ao segundo título na I Liga em três temporadas, considerou que todos os jogos têm sido competitivos, mas que a final da Taça também o será, "por ser contra uma equipa [Benfica] habituada a ganhar títulos".

Do lado das águias, Nélson Veríssimo, que assumiu o cargo de treinador interino na reta final do campeonato, face à saída de Bruno Lage, defende em especial a importância da final de sábado em Coimbra, por aquilo que pode trazer.

"Não sei se pode ser o jogo mais competitivo. É um jogo que vale um troféu e, como tal, só isso já diz praticamente tudo sobre a forma como deve ser encarado", assinalou o treinador do Benfica.

Para chegar a esta final, que terá início no sábado às 20.45, no Estádio Cidade de Coimbra, o Benfica eliminou o Cova da Piedade, o Vizela, o Sporting de Braga, o Rio Ave e o Famalicão.

"Enfrentámos na Taça de Portugal equipas que, no campeonato, tinham como objetivo atingir as provas europeias", assinalou Veríssimo em relação aos "obstáculos difíceis", nos quais também mencionou o Vizela.

Já Sérgio Conceição destacou a meia-final com o Académico de Viseu (1-1 fora e 3-0 em casa), considerando que teve pela frente "um adversário duro e justo vencido", com "bom futebol e vontade de jogar".

Até chegar à final, a equipa afastou também o Varzim, o Santa Clara, o Vitória de Setúbal e o Coimbrões.

No sábado, num jogo novamente sem público, devido à pandemia do novo coronavírus, Sérgio Conceição encara a final como mais um objetivo e um "prémio" que pretende dar aos adeptos, pelo apoio que têm sentido, e Nélson Veríssimo espera fechar como começou.

"O Benfica iniciou a temporada com a conquista da Supertaça e pretende agora, como não poderia deixar de ser, encerrar 2019/20 com mais uma vitória e um troféu muito importante", disse o técnico, que fará o último jogo na equipa principal, dando lugar a Jorge Jesus, que regressa ao comando técnico das águias.

O jogo de sábado será a décima final da Taça de Portugal entre Benfica e FC Porto, com um registo de oito conquistas para as águias e uma para os dragões. No total os encarnados têm 26 troféus e os azuis e brancos 16.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG