Benfica vence Sporting e conquista supertaça em voleibol

Encarnados venceram os leões, campeões em título, a dois dias do arranque do campeonato nacional

O Benfica conquistou esta sexta-feira a sua oitava supertaça em voleibol, ao vencer o campeão em título, o Sporting, por 3-0, num jogo disputado na Póvoa de Varzim e a dois dias do arranque do campeonato.

A vitória nos três 'sets' foi conquistada a ferros, sobretudo no último parcial, uma vez que as diferenças - 25-22 no primeiro, 27-25 no segundo e 36-34 no terceiro - não foram dilatadas tanto quanto o resultado final possa parecer enunciar.

Adivinhava-se um jogo equilibrado entre o campeão em título, o Sporting, e o Benfica, vencedor da Taça de Portugal, isto antes do arranque do campeonato, marcado para domingo, e depois de no fim de semana passado estas duas equipas se terem defrontado, em Lamego, no Torneio das Vindimas, com os benfiquistas a serem mais felizes, ainda que só tenham conseguido a vitória pela margem mínima: 3-2.

Num primeiro 'set' muito discutido junto às redes, o Benfica mostrou alguma superioridade, foi comandando o marcado, chegou a ter uma vantagem de cinco pontos, aos 11-6, mas o final acabou por ser renhido, com o Sporting a conseguir igualar aos 17-17, mas acabando por perder por três pontos de diferença (25-22).

No segundo 'set', os 'encarnados' entraram fortes nos remates e, aproveitando as falhas dos sportinguistas, sobretudo visíveis no bloco e no serviço. A principal vantagem deu-se aos 12-6 a pender para o Benfica. Mas o clube de Alvalade soube aproveitar os vazios que, a espaços, a formação da Luz foi começando a deixar e conseguiu mesmo 'virar' e liderar aos 19-18.

Daí em diante, os pontos foram conquistados 'taco a taco' e o resultado - 27-25 para o Benfica - acabaria por ficar definido graças a um erro de Roberto Reis, que recebeu, já no chão, o serviço marcado por André Lopes, mas, em vez de projetar a bola para cima, atirou para a frente e fora do alcance de colegas.

Num pavilhão a abarrotar, o terceiro 'set' foi 'impróprio para cardíacos', sobretudo na reta final.

Depois de algum equilíbrio, com um Sporting, que talvez por não vencer uma Supertaça há 25 anos (a última, de um total de três, data de 1993), entrou muito melhor e mais concentrado. Mas o Benfica conseguiu chegar à igualdade aos 20-20 e, desde aí, até ao final, num parcial com 44 minutos, mais 18 do que o primeiro e 12 do que o segundo, tudo foi discutido ponto a ponto.

Acabaria por ganhar o Benfica por 36-34, com um último ponto conquistado pelo 'capitão' Hugo Gaspar.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG