Clubes do Campeonato de Portugal abandonam reunião com a FPF

Fafe, Lourosa, Benfica e Castelo Branco, Praiense, Real e Olhanense enviaram representantes à Cidade do Futebol para reunir com Fernando Gomes. Mas a ausência do presidente federativo fez extremar posições e José Couceiro fala em "falta de respeito".

Os representantes dos seis clubes do Campeonato de Portugal - Fafe, Lourosa, Benfica Castelo Branco, Praiense, Real e Olhanense - tinham agendada para o início da tarde desta sexta-feira uma reunião com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), na Cidade do Futebol, para expressarem o descontentamento pela decisão de o organismo ter promovido Vizela e Arouca à II Liga. No entanto, o encontro durou... pouco mais de um minuto.

É que assim que perceberam que Fernando Gomes, presidente da FPF, não iria estar presente, os dirigentes retiraram-se em protesto, perante a estupefação do diretor técnico nacional José Couceiro, Carlos Lucas (diretor de competições) e Luís Sobral (diretor-geral adjunto). Foi Luís Torres, presidente do Olhanense, a informar dos dirigentes federativos que se retiravam por não terem a presença de Fernando Gomes.

José Couceiro afirmou ter sido "uma falta de respeito" por parte dos clubes que solicitaram a reunião na Cidade do Futebol. "Fomos os interlocutores dos clubes durante a época, estávamos e estamos disponíveis para conversar com todos eles, mas não pode valer tudo, percorremos milhares e milhares de quilómetros e os clubes recusam falar connosco? Não há clubes mais respeitáveis do que outros, com estes ou outros clubes os interlocutores serão sempre os mesmos", afirmou o diretor técnico nacional em declarações à agência Lusa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG