Ciclista obrigada a parar porque estava a apanhar pelotão masculino

Direção de uma prova de ciclismo feminina na Bélgica mandou imobilizar atleta que estava perto de apanhar o pelotão masculino que tinha iniciado prova dez minutos mais cedo.

Nicole Hanselmann ficou em 74.º lugar na corrida de ciclismo Omloopl Het Niewsblad que teve lugar este sábado. Mas está a ser considerada pelos adeptos como a grande vencedora da prova. Isto depois de a direção da prova a ter mandado parar quando se aproximava do pelotão masculino que tinha iniciado a corrida dez minutos antes da prova feminina.

Para Hanselmann (da equipa Bigla Pro Cycling) a ordem de paragem foi "um momento constrangedor" pois estava com uma vantagem de dois minutos em relação ao grupo feminino e pedalava perto dos carros de apoio e ambulâncias que fechavam a comitiva masculina.

A organização aproveitou uma passagem de nível para obrigar a ciclistas suíça a fazer uma neutralização, explicando na rede social Twitter que tal se deveu a "uma corrida muito lenta dos homens".

Cinco minutos depois de ter parado, Hanselmann foi autorizada a reiniciar a prova e acabou por ser apanhada pelas colegas, tendo terminado a prova na 74.ª posição.

"Hoje [sábado] foi a primeira clássica de primavera na Bélgica. Ataquei depois do quilómetro sete e fiquei sozinha durante 30 quilómetros e, de repente, vi a parte de trás do pelotão dos homens. Pode ser que as mulheres e eu estivéssemos muito rápidas ou os homens muito devagar", escreveu no Instagram.

"Depois da neutralização, fui apanhada e terminei a corrida no 74.º lugar", explicou na mensagem. Em declarações ao Cycling News disse ter sido "um pouco triste para mim porque estava motivada. Via as ambulâncias da corrida masculina. Só que parámos por cinco ou sete minutos e isso 'matou' as minhas hipóteses". "O diretor da corrida disse-me para parar pois estava muito perto da corrida masculina", acrescentou.

No Instagram surgiram de imediato comentários criticando a decisão do diretor da prova e elogiando a corrida de Nicole Hanselmann. Como a de Phmcody: "Foi muito mau terem parado a sua corrida, mas posso dizer que foi a campeã do dia. Mantenha-se forte."

A prova feminina foi ganha por Chantal Blaak, da equipa Boels Dolmans.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG