Campeão Conor McGregor anuncia retirada aos 30 anos

Lutador irlandês de MMA e UFC, conhecido pelas provocações aos adversários e pela sua excentricidade, fez o anúncio esta terça-feira através das redes sociais. Mas não explicou os motivos da saída de cena aos 30 anos.

O ex-campeão do mundo de MMA e UFC, Conor McGregor, anunciou esta terça-feira a sua retirada das artes marciais através de uma mensagem deixada das redes sociais. "Olá rapazes, um anúncio rápido. Decidi retirar-me do desporto a que comummente chamam de artes marciais mistas. Desejo a todos os meus ex-colegas felicidades na competição. Agora vou juntar-me a outros lutadores nesta aventura, aos que já estão retirados", escreveu o lutador irlandês, de 30 anos.

O anúncio acontece depois de recentemente ter sido detido em Miami, por ter partido um telemóvel a um fã que o estava a filmar, e de ter sido copiosamente derrotado em outubro por Khabib Nurmagomedov no UFC 229.

Conor McGregor ficou conhecido pelo seu estilo extravagante, pelas muitas polémicas protagonizadas e pelas provocações aos adversários. "The Notorious", como é apelidado, conquistou o título do UFC com um KO em José Aldo em apenas 13 segundos. Foi ainda campeão de peso-leve e do peso-pena do Cage Warriors, sendo o primeiro lutador irlandês profissional a ter dois títulos em duas categorias diferentes. Umas das curiosidades de McGregor era a previsão que fazia de como iriam acabar as suas lutas, que na maioria das vezes se concretizaram.

Em agosto de 2017, McGregor mediu forças num ringue de boxe com o pugilista Floyd Mayweather, na T-Mobile Arena, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O combate foi feito com as regras do boxe. Foi a 1ª experiência de Notorious numa luta com regras do boxe, mas mesmo assim ele conseguiu sobreviver a Floyd Mayweather, aguentando 10 rounds, sendo derrotado aos 1:05 minutos do 10º round. Este combate permitiu ao lutador irlandês embolsar cerca de 100 milhões de dólares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG