Bruno Lage: "São erros individuais e coletivos e acima de tudo do treinador"

Treinador do Benfica abordou a derrota com o Zenit (3-1), esta quarta-feira, em jogo da segunda jornada da Liga dos Campeões.

Dois jogos, duas derrotas, é este o balanço da participação do Benfica na Liga dos Campeões. Esta quarta-feira a equipa encarnada perdeu com o Zenit, por 3-1. "São erros individuais e coletivos e acima de tudo do treinador, eu é que escolhi o onze e estratégia, assumo o que se passou em campo. Tínhamos o plano bem vincado, estávamos preparados para jogar no 4x4x2. A nossa estratégia era sair por fora (...) Há uma bola que vai dentro e dá uma oferta daquelas... mas nunca individualizo. Quando os jogadores não fazem o que preparamos aqui estou eu para assumir a responsabilidade. Depois o autogolo e a forma como sofremos o terceiro deitou por terra as nossas aspirações", resumiu Bruno Lage à TVI.

O treinador o Benfica admitiiu que as águias estão longe do que deveriam fazer na Champions."Claramente, fruto do que nos tem acontecido. Há algumas lesões que nos condicionaram e o regresso à competição tem sido aos poucos mas perspetivávamos uma campanha diferente. Temos de nos aproximar rapidamente do que desejamos, que é o melhor Benfica da última época, que se manifeste nestas provas", afirmou Lage.

Quanto ao golo de De Tomas é "uma boa notícia": "Para mim nunca foi caso. Caso é a equipa render, isso é que me preocupa."

De Tomás: "Não digam que não nos podemos apurar"

O avançado do Benfica, Raul de Tomás, estreou-se a marcar. "Sim, a verdade é que não foi um bom jogo da equipa, não conseguimos ganhar. A nível individual procurava o golo, hoje consegui, mas não serviu de nada", lamentou o jogador na flashinterview da TVI.

Questionado se devia ter entrado mais cedo no jogo respondeu que "o treinador é que decide", lembrando que o apuramento ainda é possível: "Não digam que não nos podemos apurar, vamos lutar até ao fim."

"O que precisamos de melhorar frente ao Lyon? Olhe, temos de ganhar os duelos individuais e circular a bola com mais rapidez, se o fizermos estaremos mais perto de ganhar os três pontos", atirou o espanhol.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG