Bruno Lage: "Aproveitei segunda parte positiva com Portimonense"

Técnico interino do Benfica diz que procurou capitalizar o que a equipa, então de Rui Vitória, fez de positivo frente ao Portimonense, especialmente com dois pontas-de-lança

Bruno Lage diz que não sabe, nem interessa, quem vai treinar o Benfica dentro de cinco dias nos Açores com o Santa Clara. "Importante é a equipa jogar bem e ganhar jogos", sublinhou o treinador que está, de momento, a orientar provisoriamente a equipa depois da saída de Rui Vitória.

"Os dois pontas-de-lança foi algo em que pensei quando me foi pedido para orientar a equipa. Mas se todos pontas-de-lança fizessem dois golos, todas as equipas jogavam em 4-4-2. Já ganhámos coisas em 4-4-3, já ganhámos coisas em 4-3-3. Eu tentei aproveitar o que de positivo a equipa fez na segunda parte com o Portimonense", explicou quanto ao esquema diferenciado do de Vitória.

"Foi um bom jogo, com duas partes distintas. Nos primeiros 20 minutos, o Rio Ave aproveitou o nosso desencontro. Depois, fomos à procura de dar a volta. Marcámos, ganhámos e isso é que é importante", analisou Bruno Lage, que deixou a equipa B (ou fez uma pausa) para orientar a equipa principal. Conclusão: "Foi uma exibição convincente".

"Foi um grande jogo, emotivo, com oportunidades e golos. Viemos jogar para ganhar e discutimos o jogo cara a cara com o Benfica. Em termos gerais, estou satisfeito. Mas não com o resultado. Sentimos que podíamos ter tido outro resultado. A eficácia foi decisiva", concluiu, por seu lado, Daniel Ramos, ele que também se estreou no Rio Ave, substituindo José Gomes (que foi para Inglaterra, para o Reading).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG