Promoveu, salvou e levou o Brighton às meias-finais da Taça mas acabou despedido

O treinador Chris Hughton foi despedido pelo emblema do sul de Inglaterra, apesar de ter mantido com alguma dificuldade a equipa na Liga inglesa, informou hoje o clube.

O antigo internacional irlandês Chris Hughton, de 60 anos, que esta temporada levou o Brighton às meias-finais da Taça de Inglaterra, pagou pelos modestos resultados da equipa na segunda volta do campeonato e que levou o clube a terminar no 17.º lugar, o primeiro acima da despromoção.

"Esta foi, sem dúvida, uma das decisões mais difíceis que tive de tomar como presidente do Brighton", reconheceu Tony Bloom, num comunicado do clube, acrescentando que a decisão foi ditada pelas "dificuldades da segunda metade da temporada".

Chris Hughton, que se despediu na última jornada da Premier League com uma derrota em casa com o Manchester City (1-4), que se sagrou bicampeão inglês, estava no Brighton desde dezembro de 2014 e promoveu-o à Premier League em 2017. O clube ainda não revelou o nome do seu substituto.

O Brighton terminou no 17.º posto, com 36 pontos, à frente do trio de despromovidos composto por Cardiff (18.º, com 34), Fulham (19.º, com 26) e Huddersfield (20.º, com 16).

Exclusivos