Pirotecnia. Benfica lança apelo aos adeptos: "Não fechem a Luz"

Clube revela condenação de 20 mil euros por uso de material pirotécnico por parte de alguns adeptos nas últimas duas partidas da I Liga. Adverte que mais um "deslize" pode resultar num jogo à porta fechada

O Benfica apelou esta segunda-feira aos "adeptos, sócios e simpatizantes" do clube para evitarem que o "Estádio da Luz seja interditado pelo uso de material pirotécnico". A estrutura encarnada alerta para o facto de "qualquer deslize" poder resultar num jogo à porta fechada.

"Tem sido notável e incansável o apoio que a nossa equipa tem recebido da vossa parte, seja na Luz ou em qualquer dos estádios onde já jogamos esta época", começa por dizer uma nota no site do clube.

O Benfica diz que o paoio merece um "reconhecido agradecimento", mas existe um "apelo "a fazer: "É responsabilidade de todos e de cada um de nós evitarmos que o Estádio da Luz seja interditadopelo uso de material pirotécnico, sejam tochas ou outro tipo de artefactos".

"O uso deste tipo de engenhos nos últimos jogos, com o Moreirense na Luz e na recente deslocação a Tondela, levou a uma condenação e à aplicação de uma multa em 20 mil euros por parte do Conselho de Disciplina da FPF ao Benfica. Qualquer deslize e nova reincidência pode implicar um jogo à porta fechada no Estádio da Luz", lê-se também no comunicado.

Nos referidos encontros, o Benfica perdeu em casa com o Moreirense (1-3) e na deslocação a Tondela venceu por 3-1.

"Apelamos e agradecemos o apoio incansável de todos, mas sem o recurso a qualquer tipo de material pirotécnico. Temos de ter noção do que está em jogo e que esta é a melhor forma de apoiar a equipa. O nosso Benfica assim o merece.", lê-se no final do comunicado.

Em setembro, o clube já havia sido punido com um jogo à porta fechada pelo Conselho de Disciplina da FPF, recorrendo da decisão e apresentando uma providência cautelar junto do Tribunal Aribitral do Desporto de maneira a evitar o castigo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG