Benfica diz que multa a Sérgio Conceição "é o descrédito total do futebol português"

Encarnados recordam suspensão de 15 dias de Rui Vitória na época passada e falam em "total apagão de reincidências", referindo-se ao facto de esta época o técnico do FC Porto ter sido expulso três vezes

O diretor de comunicação do Benfica contestou esta terça-feira a multa aplicada ao treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, acusando o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de dualidade de critérios.

"Na época passada, o CD puniu Rui Vitória com 15 dias de suspensão, após a sua expulsão no jogo com o Moreirense, evocando reincidência de outras expulsões, em épocas anteriores, noutros clubes que não o Benfica. Sérgio Conceição, só nesta época, já foi expulso três vezes e, se recuarmos a épocas anteriores, segundo a contabilidade de um jornal, conta 15 expulsões e agora assistimos a um total apagão de reincidências", referiu o diretor de comunicação dos 'encarnados', Luís Bernardo, em declarações à agência Lusa.

O treinador do FC Porto foi hoje multado pelo CD da FPF em 765 euros pela expulsão no jogo com o Boavista, para a 11.ª jornada da I Liga, no domingo, na sequência de festejos do golo da vitória por 1-0 dos campeões nacionais, obtido por Hernâni, aos 90+5 minutos do encontro.

"Como é possível acontecer esta diferença de tratamento e esta proteção ao mesmo clube? É urgente que as diferentes entidades da FPF e da Liga de clubes parem um pouco para pensar. Não é possível, dentro e fora do campo, existir esta gritante dualidade de critérios e rigor, sempre a favor do mesmo clube. É o descrédito total do futebol português", frisou Luís Bernardo.

Em janeiro de 2017, o CD da FPF aplicou uma suspensão de 15 dias ao treinador do Benfica, após a derrota dos 'encarnados', por 3-1, na meia-final da Taça da Liga, considerando que Rui Vitória lesou a honra e a reputação da equipa de arbitragem.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG