Benfica. "Enorme gravidade" na possível falsidade em relatório de árbitro

Clube da Luz diz que é falso que o árbitro Tiago Martins tenha sido atingido com uma moeda no decorrer do jogo com o V. Setúbal.

O Benfica considera "de enorme gravidade" a possibilidade de o árbitro Tiago Martins ter escrito no relatório do jogo com o Vitória de Setúbal que foi atingido por uma moeda, que lhe terá provocado um hematoma.

O clube da Luz, na newsletter publicada no seu site oficial, afirma ter sido confrontado com a informação de que o árbitro do jogo da sétima jornada da I liga terá "escrito no seu relatório ter sido atingido por uma moeda que lhe terá provocado um hematoma" e asseguram que essa informação é falsa.

"Tal como as imagens podem comprovar, essa informação é falsa, até porque, pelo que se vê, nem sequer o árbitro foi atingido, nem em momento algum houve qualquer tipo de reação compatível com essa denúncia existente no relatório", indica o clube lisboeta no sítio oficial na Internet.

O clube considera que "inventar supostas agressões com uma moeda de cinco cêntimos, causadoras de hematomas, envergonha uma classe em que existem excelentes profissionais" e desafia o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol a, "de uma vez por todas", "assumir as suas responsabilidades".

De acordo com a comunicação social, Tiago Martins terá escrito no relatório do encontro de sábado, que os encarnados venceram por 1-0, ter sido atingido por uma moeda, que lhe provocou um hematoma.

No mesmo texto, o Benfica queixa-se "de diversos erros incompreensíveis, sempre a favorecer a mesma equipa". "Decisões, nos jogos com Vitória de Guimarães, Portimonense e Santa Clara, tão evidentes e tão claras, que mais escandalosas se tornam quando se verifica que o próprio VAR conseguiu não ver o que toda a gente viu. Erros que valem pontos e erros que, a exemplo do ano passado, vêm das mesmas equipas de arbitragem que permitiram que o FC Porto fosse beneficiado em pelo menos dez pontos. Mas os sinais preocupantes aumentaram muito este fim de semana com aquilo a que se assistiu na Luz: uma dualidade de critérios chocante com factos que importa questionar", defende o Benfica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG