Belenenses SAD garante que o clube não pode vender ações

Presidente do Belenenses anunciou a venda dos 10 % de ações que o clube detém na SAD.

Mais um episódio de uma guerra sem fim à vista entre o Clube de Futebol Os Belenenses e a Belenenses SAD. Depois de o clube anunciar a venda em praça pública dos 10 % de ações que detém na SAD, a Sociedade vem agora a público "alertar" os interessados de que isso não é possível.

"Alertamos todos os interessados na compra de ações da Belenenses SAD detidas pelo Clube de Futebol "Os Belenenses" (CFB) que estão a incorrer num logro, semelhante aos incautos abordados por habilidosos de fato e gravata para comprar a Torre de Belém. A lei diz que as ações do clube fundador "só são suscetíveis de apreensão judicial ou oneração a favor de pessoas coletivas de direito público". Diz também que "a participação direta do clube fundador na sociedade anónima desportiva não pode ser inferior a 10 % do capital social".", informou a SAD em comunicado.

Há muito que clube e SAD não se entendem. As desavenças já vêm desde 2012 e tiveram o ponto alto no dia 30 de junho de 2018, quando o protocolo entre o clube e a SAD do Belenenses, relativo ao usufruto do Estádio do Restelo, terminou e a equipa sénior teve de mudar para o Jamor, à mudança de nome e de símbolo.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG