Bayern Munique vence em Leverkusen e fica a um passo do título

O triunfo deixou a equipa de Munique com 70 pontos, mais dez do que o Borussia Dortmund

Bayern Munique está cada vez mais próximo do oitavo título consecutivo na Liga alemã de futebol, ao passar novo teste de fogo e vencer fora o Bayer Leverkusen (5.º), por 4-2.

Os bávaros, que tinham vencido fora há duas jornadas o rival Borussia Dortmund (1-0), voltaram a ter uma demonstração de força diante de um Leverkusen que nos últimos nove jogos no campeonato tinha apenas uma derrota e um empate.

Os da casa até começaram melhor, com o argentino Lucas Alario a apontar o 1-0 para a formação de Leverkusen, aos dez minutos, mas o Bayern, com muita qualidade no seu plantel, arregaçou as mangas para tornar fácil a vitória.

Ainda na primeira parte, um erro de Diaby acabou por libertar Coman para o 1-1, aos 27 minutos, Goretzka operou a reviravolta num contra-ataque rápido, aos 42, e Gnabry fez o terceiro golo, num chapéu aos 45, após passe longo de Kimmich.

O quarto golo aconteceu pelo inevitável Robert Lewandowski, o goleador da 'Bundesliga', que fez o seu 30.º golo com um forte cabeceamento, aos 66 minutos, e o Leverkusen ainda reduziu por Wirtz, aos 89.

O triunfo deixou a equipa de Munique com 70 pontos, mais dez do que o Borussia Dortmund, que ainda hoje recebe o Hertha Berlim, num momento em que a Liga cumpre a 30.ª jornada, e 11 do que o Leipzig.

Em casa do Leverkusen, o Bayern destacou-se também ao entrar em campo com a inscrição "cartão vermelho ao racismo" nas camisolas de treino, e depois, no jogo, com fumos negros, assinalando que "As vidas negras importam".

A iniciativa acontece depois de nesta semana o defesa Boateng, que foi titular, ter apelado a que os desportistas brancos se unam no combate ao racismo, quase duas semanas após a morte do afro-americano George Floyd, depois de um polícia pressionar com o joelho o seu pescoço durante quase nove minutos.

Em outros jogos da Liga, o Eintracht Frankfurt, com André Silva a titular e Gonçalo Paciência ainda de fora, devido a lesão, fez 'marcha atrás' nos bons resultados e perdeu 2-0 em casa com o Mainz (15.º), que luta para fugir aos lugares de descida.

Golos de Moussa Niakhate (43 minutos) e Kunde Malong (77) 'desfizeram' o Eintracht, que é 11.º classificado e vinha de dois importantes triunfos na tentativa de subir na tabela, em casa do Wolfsburgo (2-1) e do Werder Bremen (3-0).

Ainda nesta 30.ª jornada, o Leipzig desperdiçou uma vantagem de 1-0 (golo de Schick, aos 27) em casa diante do Paderborn (18.ª e último), ao consentir o 1-1 muito perto do final do jogo, aos 90+2.

O Leipzig, que é terceiro, a um ponto do Borussia Dortmund (segundo e menos um jogo), ficou reduzido a dez jogadores desde os 43 minutos, por expulsão do central Upamecano, numa falta após uma perda de bola quando tentava sair a jogar.

Na quarta posição, última de acesso à 'Champions', mantém-se o Borussia Moenchengladbach, que na sexta-feira perdeu em casa do Friburgo (1-0), mas beneficiou hoje também da derrota do Leverkusen, com as duas equipas igualadas com 56 pontos.

Em outro jogo de hoje, o Hoffenheim, que luta pelos lugares europeus (6.º), foi 'castigado' por um gesto irrefletido de Hubner, com o defesa a dar uma cotovelada num adversário e a ver o cartão vermelho aos nove minutos.

No terreno do Fortuna Dusseldorf, a equipa até conseguiu estar a vencer por 2-1, com golos de Dabbur (16) e Zuber (61), já depois de Hennings marcar para os da casa (05), mas o mesmo jogador viria a 'bisar' aos 76, fazendo o 2-2 de penálti.

A 30.ª jornada da liga alemã prossegue hoje à tarde com a receção do Borussia Dortmund ao Hertha Berlim, e no domingo com os jogos Werder Bremen-Wolfsurgo, Union Berlin-Schalke e Augsburgo-Colónia.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG