Balakov deixa o comando da seleção búlgara

Antigo jogador do Sporting era selecionador desde

Krasimir Balakov já não é selecionador da Bulgária. A chicotada acontece dias depois da pesada e polémica derrora com a Inglaterra (6-0) de apuramento para o Euro2020. O jogo ficou marcado por incidentes racistas e levou a uma crise diretiva e pressões políticas que afetaram a federação.

Por pressão do primeiro-ministro o presidente da Federação, Borislav Mihailov, renunciou ao cargo e o vice-presidente, Yordan Lechkov, recusou a chefia temporária e também deve abandonar a federação, segundo a imprensa búlgara.

Agora é Balakov quem abandona a seleção. Em comunicado emitido esta sexta-feira, a Federação revelou que o desempenho da seleção nos últimos meses "foi descrito como insatisfatório", motivo pelo qual o técnico se demitiu do cargo.

Exclusivos