Associação de Futebolistas Espanhóis rejeita jogo da liga no Estados Unidos

O sindicato dos jogadores junta-se à Federação e ao Governo espanhol na oposição à ideia de realizar já em janeiro o Girona-Barcelona em Miami

A Associação de Futebolistas Espanhóis (AFE) decidir rejeitar o chamado Plano Miami, defendido por Javier Tebas, presidente da Liga espanhola, que pretende que um jogo do campeonato por época se dispute nos Estados Unidos.

Num comunicado enviado para a Liga, a AFE deixa claro que não está de acordo com a realização do Girona-Barcelona em Miami, a 26 de janeiro, na sequência de um acordo que o organismo que gere o futebol profissional pretendia realizar para os próximos 15 anos.

De acordo com o jornal AS, este parecer da AFE não é vinculativo, sendo no entanto uma posição de força num dia em que teriam de começar as negociações para a assinatura de um novo Convenio Coletivo dos jogadores profissionais, que defendem não contemplar a realização de jogos fora de Espanha.

Esta não é, no entanto, uma decisão vinculativa, mas vai de encontro ao que defende a Real Federação Espanhola de Futebol, que também não está de acordo com esta medida, tal como a FIFA.

Com esta decisão do sindicato dos jogadores e com a relutância do Governo espanhol, Javier Tebas encontra-se isolado com o apoio dos clubes, até porque ainda não existem as autorizações da UEFA, da CONCACAF e da Federação de Futebol dos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG