Arouca avança com pedido de insolvência e rescisão coletiva com jogadores

O clube de Aveiro não evitou a descida ao Campeonato de Portugal na última jornada da II Liga. De acordo com O Jornal de Notícias, os jogadores já foram informados da situação e o Sindicato já está em campo.

O Arouca, clube que na última jornada da II Liga não evitou a descida ao Campeonato de Portugal, vai avançar com um pedido de insolvência e consequentemente haverá uma rescisão coletiva com os jogadores, noticia esta terça-feira o Jornal de Notícias.

De acordo com este jornal, a administração do clube esteve na segunda-feira reunida com os jogadores e comunicou-lhes esta decisão. Segundo o Jornal de Notícias, os salários de abril ainda não foram liquidados, assim como alguns prémios relativos à prestação desportiva na atual temporada.

Esta terça-feira, os jogadores deslocaram-se ao estádio para recolherem as suas coisas, mas as portas estavam fechadas. O Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol já está a acompanhar esta situação.

O Arouca foi despromovido ao Campeonato de Portugal no último domingo, depois da derrota por 2-1 com a Oliveirense e do triunfo do Varzim diante da Académica. Antes, nos anos anteriores, a equipa tinha vivido um autêntico conto de fadas, pois desde a época 2006/07 fez uma caminhada triunfante da I Divisão Distrital da Associação de Futebol de Aveiro à I Liga em 2013.

Em 2015/16, o clube de Aveiro chegou a alcançar o quinto lugar da I Liga, conseguindo o apuramento para a Liga Europa, onde não passou dos play-offs e nessa mesma época caiu para a II Liga, onde neste fim de semana acabou por ser novamente despromovido.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG