Após ser declarada "serviço essencial", luta livre regressa à Flórida

Junta-se assim a uma lista onde constam hospitais, bombeiros, bancos ou supermercados.

As lutas da World Wrestling Entertainment (WWE), a principal empresa organizadora de eventos de luta livre, foram transmitidas ao vivo na segunda-feira, depois de serem consideradas um "serviço essencial" no estado da Flórida.

Apesar da suspensão de todas as competições desportivas nos EUA e no resto do mundo, a WWE obteve luz verde das autoridades do estado norte-americano para organizar e transmitir novas lutas, desde que não tenham público.

A Flórida, governada pelo republicano Ron DeSantis, decidiu incluir esse tipo de luta na sua lista de serviços públicos essenciais. A WWE junta-se então a hospitais, bombeiros, bancos, supermercados ou profissionais de saúde mental.

De acordo com um comunicado divulgado na sexta-feira, os serviços essenciais na Flórida permitem a atividade de "funcionários de produção profissional de desporto e média [que tenham] uma audiência nacional", desde que a produção seja fechada ao público em geral.

Na segunda-feira, a WWE retomou as transmissões ao vivo, interrompidas nas últimas semanas devido à pandemia, com um episódio de sua série semanal "Raw" gravada em Orlando, Flórida.

"A WWE e as suas estrelas reúnem as famílias e oferecem uma sensação de esperança, determinação e perseverança", afirmou a empresa em comunicado, acrescentando que irá tomar "precauções adicionais" para proteger a saúde e a segurança dos participantes e funcionários.

O governo da Flórida decidiu expandir a lista de serviços essenciais para incluir este tipo de atividades porque é "fundamental para a economia do estado", disseram autoridades não identificadas à CNN.

A decisão da Flórida pode levar o estado a retomar outras competições que agora estão paradas. Antes da ordem do governador de suspender as competições desportivas, a Major League Baseball estava a elaborar um plano para realizar todos os jogos da temporada regular nas instalações da Flórida e do Arizona.

Já a competição do UFC (Ultimate Fighting Championship), que tem tentado, em vão, encontrar um local onde possa organizar as suas lutas, tem uma instalação na Flórida.

O presidente do UFC, Dana White, foi obrigado a adiar o evento UFC 249, marcado para 18 de abril em local ainda não revelado, a pedido da rede de televisão ESPN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG