André Silva: "Já estamos habituados a jogar sem Ronaldo"

Avançado do Sevilha e da seleção nacional diz que ausência do "capitão" e "melhor jogador do mundo é importante", mas não dramatiza

"Antes do Europeu [de 2020], ainda temos a Liga das Nações. Esperamos grandes feitos em qualquer competição e entramos sempre para ganhar. Vamos dar o nosso máximo na Liga das Nações", afirmou, em conferência de imprensa, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Antes da estreia no Grupo 3 da Liga das Nações, diante da Itália, Portugal vai disputar um particular com a Croácia, no Algarve: "O jogo com a Croácia é muito importante para nós, vamos jogar contra os vice-campeões mundiais. Esperamos vencer."

Apesar de ter atuado em Itália na época passada, ao serviço do AC Milan, André Silva, de 22 anos, esquivou-se a analisar o momento do futebol transalpino, cuja seleção falhou o último Mundial 2018.

"Ainda não estudámos a Itália. Estamos a preparar a Croácia. Esse jogo vai ser importante para o jogo com a Itália e, depois disso, logo veremos como joga a Itália", referiu, admitindo que Cristiano Ronaldo "é importante", mas que a seleção nacional "está habituada e preparada" para jogar sem o capitão.

Entre os 24 convocados pelo selecionador Fernando Santos destacam-se as estreias de Cláudio Ramos, Pedro Mendes, Sérgio Oliveira e Gedson Fernandes, jogadores aos quais André Silva reconhece qualidade.

"Todos os jogadores portugueses podem ajudar e gostariam de estar na nossa posição. Quando vêm à seleção, vêm com grandes expectativas e com o objetivo de darem o máximo. São mais quatro jogadores com quem poderemos contar", frisou.

Por outro lado, o avançado, que contabiliza 26 internacionalizações por Portugal, disse estar "contente" com a recente mudança para o Sevilha, da I Liga espanhola, por empréstimo do AC Milan: "Sinto-me feliz desde que cheguei e com o futebol que encontrei lá."

A seleção portuguesa, campeã europeia, defronta a Croácia, vice-campeã mundial, a 6 de setembro, às 19.45, no Estádio do Algarve, num jogo particular, o primeiro desde o Mundial 2018, competição na qual Portugal somou uma vitória, uma derrota e dois empates.

Quatro dias depois, na segunda-feira, a equipa das quinas defronta, no Estádio da Luz, em Lisboa, também às 19.45, a Itália, em jogo da primeira jornada do Grupo 3 da Liga das Nações.

Exclusivos