André Silva é goleador em Espanha e faz suspirar o treinador do Milan

Gennaro Gattuso, técnico dos rossoneri, lamenta que o português tenha forçado a sua saída do clube. Sete golos em sete jogos já são o melhor registo da carreira do avançado

André Silva está a viver um início de liga espanhola de sonho. O avançado formado no FC Porto é, à 7.ª jornada, o melhor marcador do campeonato com sete golos, lançando assim a sua candidatura ao prémio de melhor marcador da prova, denominado Pichichi, que Cristiano Ronaldo venceu por três vezes (2010/11, 2013/14 e 2014/15).

Os quatro golos que marcou nos últimos três jogos, incluindo um bis ao Real Madrid, estão a ter grande impacto em Itália, uma vez que o internacional português está no Sevilha por empréstimo do AC Milan, que se encontra num modesto 11.º lugar na Série A.

Gennaro Gattuso, treinador do Milan, lamenta não poder contar com André Silva esta época, mas sacudiu a água do capote, lembrando que foi o avançado que não quis continuar no clube, depois de na temporada anterior ter marcado apenas dez golos com a camisola do gigante italiano . "Ele não queria ficar, quis ir embora a todo o custo. Agora está a fazer golos, mas fizémos todo o possivel para continuar com ele", explicou após a vitória dos rossoneri, este domingo, no terreno do Sassuolo (3-1).

A verdade é que André Silva está a fazer o melhor início de época da sua carreira, superando a época de 2015/16, quando contabilizava cinco golos marcados pelo FC Porto no final de setembro.

O AC Milan arrisca mesmo a perder André Silva no final da época, pois o Sevilha tem uma cláusula de opção de compra do goleador português no valor de 38 milhões de euros. Uma verba que até poderá ser em conta se continuar a confirmar os seus créditos de goleador. Para já leva mais dois golos que Lionel Messi, o melhor marcador das duas últimas edições da Liga espanhola.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG