Amor sobrepõe-se à rivalidade nórdica no mundial de futebol feminino

Beijo entre duas jogadores de seleções rivais mas namoradas na vida privada tornou-se viral no dia em que se celebra o Orgulho Gay.

A jogadora sueca Magdalena Eriksson comemorou este sábado a passagem do seu país aos quartos de final do Mundial de futebol feminino com um beijo à namorada, a jogadora dinamarquesa Pernille Harder, presente nas bancadas depois de eliminada há meses pela Suécia.

O gesto, registado após na vitória da Suécia sobre a Alemanha por 2-1 no Mundial de França, tornou-se viral nas redes sociais e num dia em que por todo o mundo se celebra o Orgulho Gay.

O casal tinha-se defrontado há meses, num jogo de qualificação para o campeonato do mundo de França ganho pela Suécia. Este sábado, a dinamarquesa Pernille assistiu ao jogo de Magdalena vestida com uma camisola... sueca.

A Suécia derrotou a Alemanha por 2-1, num jogo realizado em Rennes e em que Magdalena foi titular.

Aquelas duas jogadoras, que jogaram juntas na equipa sueca do Linkoping F.C., atuam agora em campeonatos diferentes: a defesa esquerda Magdalena, 25 anos, joga no Chelsea (Inglaterra); Pernille, avançada, no Wolsburgo (Alemanha).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG