Agente de Casillas: "Ele é um lutador. Porque é que não voltaria a jogar?"

Carlo Cutropia disse a rádio espanhola que o guarda-redes do FC Porto vai continuar a "dar alegrias" depois de três dias no hospital

O agente de Casillas, Carlo Cutropia, disse à rádio espanhola Cadena Cope que acredita que o enfarte no miocárdio sofrido esta quarta-feira não tenha precipitado o final de carreira do guarda-redes do FC Porto.

"Sabem como ele é. O Iker teria saído do hospital esta tarde. Ele é um lutador. Porque é que não voltaria a jogar? Mas, agora não é isso que importa. O importante é que ele está bem. Essa é a maior vitória da vida dele. Estou mais feliz do que quando ele ganhou o Mundial", vincou, depois de ter visitado o guardião espanhol esta quarta-feira no Hospital da CUF, no FC Porto.

O empresário detalhou ainda o que sucedeu no treino matinal desta quarta-feira no Olival. "Iker estava a treinar, de forma intensa, e a meio do treino começou a sentir dores no peito, na boca e nos braços. Rapidamente os médicos do FC Porto levaram-no para o hospital. Lá ele fez um cateterismo desbloquearam a coronária. E ele começou a ser, de novo, o Iker que todos conhecemos", contou, realçando o facto de o enfarte ter acontecido enquanto treinava e não em casa: "Teve toda a sorte do Mundo. Aconteceu enquanto treinava. Se acontecesse em casa poderia ter consequências tremendas e imprevisíveis."

"Ele faz uma vida saudável e calma. A recuperação tem sido fenomenal e o mais importante é que, devido à velocidade da intervenção dos médicos do FC Porto, não há sequelas", afirmou Carlo Cutropia, crente de que o seu cliente continuará a dar alegrias aos adeptos do futebol: "Três dias no hospital e depois tranquilidade. Passado esse período, estará em forma, dando-nos alegrias."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG