45 clubes recorreram ao fundo de apoio da FPF

A Federação Portuguesa de Futebol colocou à disposição dos clubes das competições não profissionais uma verba de 4,7 milhões de euros para ajudar a resolver problemas de tesouraria devido ao covid-19.
​​​​​

45 clubes das competições não profissionais já recorreram ao fundo de apoio criado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no início de abril, para fazer face às dificuldades financeiras causadas pelo cancelamento das diversas competições, devido à pandemia de covid-19.

Este fundo destinava-se aos clubes do Campeonato de Portugal, bem como das competições de futebol feminino e de futsal masculino e feminino, que sentissem necessidade de fazer face a problemas de tesouraria, por falta de receitas, nomeadamente para o pagamento de salários de jogadores e treinadores.

Inicialmente, a FPF disponibilizou 4,7 milhões de euros para este fundo, verba que teve a contribuição dos jogadores da seleção nacional, que decidiram doar metade dos prémios que receberam relativos à qualificação para o Euro 2020.

Cada clube do Campeonato de Portugal e da Liga feminina de futebol tem direito a um montante até 35 250 euros, enquanto os clubes da Liga de futsal masculina e feminina podem garantir até 24 mil euros. Já os emblemas do campeonato de futebol feminino da II Divisão podem recorrer até oito mil euros, enquanto os do segundo escalão de futsal feminino têm direito a 6300 euros.

Estas verbas são cedidas pela FPF a título de empréstimo, sem juros, que terá de ser liquidada a prestações ao longo de quatro épocas desportivas, sendo que 33% da verba é a fundo perdido.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG