Leões fazem balanço da gestão de Varandas: "Por mais rasteiras, Sporting resistirá a tudo"

Clube anunciou através de um comunicado que vai fazer uma exposição no próximo dia 22 sobre a gestão da atual direção desde que entrou em funções em setembro de 2018.

O Sporting anunciou este sábado que no próximo dia 22 de fevereiro vai fazer um balanço sobre a situação do clube desde setembro de 2018, altura em que Frederico Varandas foi eleito presidente. De acordo com o mesmo comunicado, que surge curiosamente um dia depois da apresentação do livro de Bruno de Carvalho, esta exposição só é feita agora porque "a situação do clube exigia, por estrito sentido de responsabilidade, uma gestão silenciosa".

Eis o comunicado na íntegra:

"O Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal informa que na próxima sexta-feira, 22 de fevereiro, fará um balanço e exposição da situação do Clube desde setembro de 2018, altura da sua tomada de posse.

É nossa firme convicção que a situação do clube exigia, por estrito sentido de responsabilidade, uma gestão silenciosa.

Neste momento, e porque o Sporting Clube de Portugal é e será sempre dos sócios, impõe-se a verdade sobre o "Estado da Nação", o que faremos em Conferência de Imprensa, sem prejuízo da apresentação mais detalhada, a fazer na próxima Assembleia Geral.

O Sporting Clube de Portugal precisa do sentido de responsabilidade de todos.

Todos são necessários para recuperarmos a essência, o nosso ADN. É fundamental voltar a semear, organizar, investir. E com a força dos nossos Sócios e Adeptos, com o profissionalismo e entrega de todos os que vestem a nossa camisola, por mais dificuldades, por mais rasteiras, por mais adversidades que existam, o Sporting Clube de Portugal resistirá a tudo, continuará o seu caminho e vai reerguer-se."

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG